Tudo novo de novo: o que a Fórmula 1 reserva com a revolução nas regras em 2022

Victor Martins, Fernando Silva e Pedro Luís Cuenca cometam sobre a expectativa diante da ampla revolução nas regras da Fórmula 1 para a temporada 2022

A revolução da Fórmula 1 já chegou. 2022 é o ano que representa a introdução da esperada nova geração de carros e também dos pneus de 18” produzidos pela Pirelli. Na teoria, se espera uma categoria muito mais parelha, com mais chances de vitória e de pódio para todos e também um maior espetáculo com oportunidades maiores de ultrapassagens em razão da menor turbulência gerada pelos carros.

Nos últimos anos, sobretudo desde o início da era híbrida em diante, a Mercedes dominou a Fórmula 1, com raras exceções. Entre 2017 e 2018, a Ferrari conseguiu desafiar o poderio da equipe alemã durante parte dos respectivos campeonatos, enquanto no ano passado a Red Bull foi uma adversária feroz e, embora não tivesse conquistado o título do Mundial de Construtores, levou a taça do Mundial de Pilotos com Max Verstappen.

Para 2022, há no meio da Fórmula 1 como um todo, principalmente entre as equipes que não conseguiram muito sucesso nos últimos anos, uma ampla mudança na ordem de forças para brigar por vitórias e títulos.

Mas o que esperar, na prática, desta Fórmula 1 toda nova que vem por aí? Fernando Silva e Pedro Luís Cuenca comentam em vídeo apresentado por Victor Martins. Assista já no canal do GRANDE PRÊMIO no YouTube, dê seu like e comente.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Escanteio SP.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar