Opinião GP: Recorde, Hamilton e recuperação: Verstappen sintetiza ano de excelência

Mesmo diante de uma falha da Red Bull, o holandês não se dá por vencido. E a vitória no GP dos EUA diz muito mais sobre o agora bicampeão. Isso porque é emblemático que o triunfo aconteça no mesmo dia em que Max iguala as temporadas dominantes de Sebastian Vettel e Michael Schumacher e ainda trava uma bonita batalha com Lewis Hamilton na parte final da corrida em Austin

Nada parece suficiente para parar Max Verstappen em 2022. Mesmo depois de garantir o bicampeonato da Fórmula 1 de maneira antecipada, o holandês segue implacável. É bem verdade que a corrida no Circuito das Américas já caminhava com tranquilidade para as mãos do piloto da Red Bull, após uma largada precisa em que o pole Carlos Sainz sequer o alcançou na primeira curva. Só que a etapa dos Estados Unidos não estava destinada à monotonia. Um raro erro no pit-stop acabou por jogar Max para trás, e esse foi o ato que faltava para personificar a excelente temporada que faz o dono do carro #1.

O que aconteceu a partir da falha dos taurinos foi mais uma demonstração do quanto Verstappen domina o grid atual. Após comandar a prova desde o início e durante os períodos de safety-car, Max enfrentou um problema na segunda parada, na volta 36. ​​Um contratempo com a pistola fez com que a roda dianteira esquerda ficasse presa. O piloto perdeu 11s nos boxes. O sentimento pela perda da liderança veio no rádio: “Lindo. Lindo para cacete.”

Relacionadas


É que, quando voltou à pista, Verstappen se viu atrás de Charles Leclerc e Lewis Hamilton – ambos em ritmo muito forte e tentando o improvável. Porém, o RB18 nas mãos de Max vira uma arma poderosa. Além de ser o melhor carro do grid neste momento, o modelo taurino tem na velocidade de reta seu ponto mais forte, especialmente nas zonas de DRS. Ainda, é projeto que se adapta a todo tipo de pista e que menos sofre com intempéries e desempenho de pneus.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

BRIEFING ANALISA O GP DOS ESTADOS UNIDOS DE F1

Aqui é importante dizer também que Red Bull e Verstappen não parecem querer tirar o pé nas etapas restantes do calendário. A busca por melhorar o que já é muito competitivo é nítida, além de manter firme a mentalidade vencedora. Daí a rápida e voraz recuperação após o desastroso pit-stop.

Também por isso, o holandês precisou de apenas três voltas para chegar e superar o monegasco em uma bonita disputa – naquilo que se esperava ser uma constante ao longo da temporada. Em seguida, o filho de Jos partiu atrás de Hamilton. Foi a seis giros do fim que a batalha viveu seu ápice, com o #1 enfim ultrapassando o carro #44, que se espremia em reta para tirar velocidade.

Foi um toque de campeão, seguido de uma vitória saborosíssima. Não apenas pelo fato de que oficializou o quinto título de Construtores da Red Bull e a consequente quebra da hegemonia da Mercedes, mas também por um elemento pessoal para Max, uma vez que o duelo com o heptacampeão lembrou por um instante a intensa briga de 2021.

Portanto, não deixa de ser simbólico que Verstappen alcance Sebastian Vettel e Michael Schumacher em número triunfos em uma mesma temporada, no mesmo dia em que também revisita as batalhas contra Hamilton. É como se fosse uma chancela de excelência.

De fato, o ano de Max é muito semelhante ao vivido por Vettel em 2013 ou o de Schumacher em 2004. Todos tiveram vitórias acachapantes e se viram em condições dominantes. Mas há uma ressalva importante e que coloca mais brilho na conquista atual: a Red Bull demorou mais até entregar a Verstappen um carro verdadeiramente superior e confiável.

Mesmo assim, Max não vacilou e aproveitou todas as chances que apareceram, como nas primeiras etapas, mais precisamente Arábia Saudita, Ímola, Miami, Espanha e França. Depois disso, ficou muito claro que a Ferrari e Leclerc não teriam fôlego para acompanhar o combo taurino.

Então, a batalha entre Max e Lewis é a cereja do bolo de uma etapa que construiu argumentos ainda mais fortes para colocar o holandês em uma estante especial na história da Fórmula 1.

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.