Organização divulga detalhes do GP da Rússia, que será disputado no parque olímpico de Sochi

Tanto a corrida da F1 quanto as Olimpíadas de Inverno, em Sochi, vão usar as mesmas estruturas. Durante os Jogos, a pista servirá para atender o transporte dos competidores, enquanto os prédios serão ocupados pela organização da corrida após a competição

Os organizadores do GP da Rússia divulgaram os detalhes da nova pista de Sochi, que deverá receber a F1 a partir de 2014. O traçado está localizado em Imeretinskaya lowland, onde o parque olímpico para os Jogos de Inverno de 2014 também está sendo construído. Os dois eventos esportivos, aliás, vão dividir boa parte das instalações.

Os responsáveis pela pista de Sochi anunciaram que, ao todo, a pista deverá ter 5,8 km de extensão, com 11 curvas para a direita e cinco à esquerda e o traçado será no sentido horário. A largura será de 13m, chegando a 15m na linha de largada, com os carros alcançando a velocidade máxima de 321 km/h em uma reta localizada entre as curvas 1 e 2.

A organização divulgou uma maquete do Parque Olímpico e da pista de Sochi (Foto: Facebook/Formula Sochi)

Segundo os organizadores, todo o projeto já está pronto e mais de 600 pessoas trabalham em sua construção. O primeiro andar do prédio que terá os boxes já está quase completo, assim como as garagens, a torre de controle e centro médico também estão sendo erguidos. Além disso, os operários estão trabalhando na fundação da pista, sendo que a primeira camada de asfalto já foi colocada.

Os responsáveis pela pista divulgaram, ainda, que o objetivo é integrar o circuito de Sochi às obras do parque olímpico. Ou seja, as estruturas usadas pelas Olimpíadas de Inverno – como as estações de trem, estradas e centro de imprensa – serão as mesmas para a F1. Além disso, o próprio traçado do circuito russo servirá para atender as demandas olímpicas.

Depois dos Jogos, toda a estrutura passará ao comando dos organizadores do GP e será usada exclusivamente para os eventos automobilísticos.

Embora o plano original fosse o GP da Rússia integrar a F1 a partir da temporada de 2014, o choque de datas com os Jogos Olímpicos pode forçar o adiamento para 2015.

(Foto: Facebook/Formula Sochi)


 

(Foto: Facebook/Formula Sochi)

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube