Organização do GP da França pretende receber público de 15 mil espectadores por dia

À medida em que as restrições relacionadas à pandemia continuam a ser revisadas na Europa, o GP da França, que já acontece no próximo fim de semana, pretende receber 15 mil pessoas por dia

Acidente do líder, erro do campeão e vitória de Pérez: os melhores momentos do GP do Azerbaijão (GRANDE PRÊMIO com Reuters)

Até o momento no calendário da Fórmula 1, apenas Barcelona e Mônaco tiveram a presença de público, pela quarta e quinta etapas da temporada 2021. Enquanto o circuito espanhol foi limitado a mil pessoas nas arquibancadas, em Monte Carlo, 40% da capacidade foi preenchida, o equivalente a cerca de 7.500 pessoas nas arquibancadas. Agora, para o GP da França, próximo destino da categoria, espera-se um máximo de 15 mil espectadores por dia.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Vale lembrar que a participação dos fãs nas etapas deste ano tem variado dependendo do país e de seus respectivos regulamentos no gerenciamento da pandemia da Covid-19. No caso da França, a corrida que aconteceria em 2020 no circuito de Paul Ricard, mas acabou cancelada. Em 2021, volta ao calendário devido aos melhores sinais quanto ao contágio.

Agora, programado para o domingo de 20 de junho, devido ao afrouxamento das restrições pelo governo francês, que entrou em vigor na última quarta-feira (9), os 15 mil espectadores que terão acesso ao local serão divididos em três zonas de cinco mil pessoas.

O GP da França já acontece no próximo fim de semana (Foto: Reprodução)

Os participantes devem apresentar PCR negativo ou teste de antígeno obtido até 48 horas antes do evento, certificado de vacinação completa ou certificado de recuperação.

Assim, espera-se, então, uma maior participação nos GPs seguintes, à medida que os respectivos governos continuam a aplicar roteiros para sair da pandemia, embora com cuidados, tendo total atenção com a situação ainda presente.

O governo da Áustria deve suspender mais restrições internas em 1º de julho, entre as etapas da F1 no Red Bull Ring, levando à expectativa de que a prova possa acontecer na frente de um grande público.

Há esperança de que a etapa da Inglaterra, marcada para 18 de julho em Silverstone, possa seguir o exemplo, o governo havia anteriormente definido o dia 21 de junho como uma data em que as restrições poderiam ser suspensas, embora isso possa ser adiado devido a um aumento nos casos de uma variante.

Os eventos na Hungria, Bélgica e Holanda, também devem atrair grandes multidões, com o governo holandês delineando na sexta-feira sua intenção de reduzir ainda mais as restrições no final de julho.

LEIA TAMBÉM
+Alonso faz grande corrida em Baku, mas segue longe de reviver ‘conto de fadas’ na F1
+Alfa Romeo escapa de Haas e Williams e vive em categoria própria na Fórmula 1 2021
+Pérez cumpre metas com vitória e adaptação à Red Bull. Próximo passo é novo contrato
+Bottas derrete em praça pública e perde status de escudeiro valioso na Mercedes

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar