Otimista, Alonso vê McLaren no rumo certo e aposta que “as coisas vão mudar rapidamente” até GP do Japão

A esperança do bicampeão do mundo no trabalho da McLaren não cessa, mesmo no momento em que o time ainda não conseguiu reagir no campeonato. Na visão de Fernando Alonso, a virada acontecerá na casa da Honda, em Suzuka, dentro de seis corridas

Neste início de segundo terço do Mundial de F1 em 2015, a tão aguardada e renovada parceria entre McLaren e Honda ainda não rendeu os frutos que dela se esperava. Com muitos problemas não apenas na unidade de força construída na fábrica de Sakura, mas também a falta de confiabilidade do MP4-30, o carro pilotado por Fernando Alonso e Jenson Button pouco conseguiu produzir em termos de resultados. O espanhol registrou no GP da Áustria uma marca negativa jamais vista antes em sua carreira na F1: quatro abandonos consecutivos. Apesar de mais um fim de semana complicado, o bicampeão não perde a esperança e aposta em reação do time ainda nesta temporada.

Os problemas no motor levaram a McLaren a fazer a substituição de vários componentes da unidade de força, gerando assim uma punição recorde a Alonso e Button. Ambos perderam 25 posições no grid de largada no Red Bull Ring e tiveram de cumprir drive-through para completar a sanção na corrida. Mas apesar do cenário nada favorável, Fernando tenta enxergar uma luz no fim do túnel. Otimista, o espanhol prevê que a virada do time deve acontecer na casa da Honda.

Alonso tenta enxergar uma luz no fim do túnel e acredita que a McLaren pode reagir até o fim de setembro (Foto: AP)

“Definitivamente estamos caminhando no rumo certo. Sabemos, dentro da equipe, do progresso que temos realizado, sabemos dos planos para o futuro em curto prazo e somos otimistas porque as coisas vão mudar rapidamente. Não sei se levará duas ou seis corridas, mas não mais do que isso”, declarou Alonso.

O prazo máximo estipulado por Fernando para que a McLaren finalmente alcance a reação na temporada coincide com o GP do Japão, que vai acontecer no fim de setembro em Suzuka.

Até lá, contudo, só resta mesmo muito trabalho a ser feito. “Acredito que se trata simplesmente de trabalho em equipe, e é isso o que temos pela frente agora. É normal que as expectativas sobre a McLaren-Honda sejam as mais altas do que estamos conquistando neste momento”, finalizou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube