Otimista, Senna confia no potencial da Williams e espera ficar “pelos próximos anos” na equipe

Diferente de Pastor Maldonado, seu companheiro de Williams, Bruno Senna ainda não foi ao pódio neste ano, mas pontuou com mais regularidade. Confiando no potencial da equipe, o brasileiro deseja fazer uma boa temporada para seguir na F1 em 2013

Após disputar sua primeira temporada na F1 com a HRT e meia temporada com a antiga Lotus Renault, atual Lotus, neste ano Bruno Senna acertou com a Williams para ser o substituto de Rubens Barrichello na equipe e ser o novo companheiro de Pastor Maldonado.

Em seu primeiro ano em uma equipe melhor, o brasileiro já esteve na zona de pontos em seis oportunidades, nos GPs da Malásia, China, Mônaco, Europa, Inglaterra e Hungria, mas também viu Maldonado vencer uma prova, na Espanha. E isso faz com que a cobrança por resultados melhores seja mais forte, apesar da maior regularidade de pontos do que seu parceiro de equipe.

Esperando a melhora do FW34 nos treinos classificatórios, Senna mantém a confiança de que pode seguir na Williams na próxima temporada. "A única razão pela qual tive pontos bons como este [na Hungria] é porque nos classificamos bem e nós precisamos continuar fazendo isso", disse Senna ao site da revista ‘Autosport’.

"Todo mundo precisa de oportunidades para crescer. Eu preciso de uma oportunidade para crescer e me desenvolver com a equipe”, afirmou. “É provavelmente a temporada mais difícil da F1 em muitos anos. Um 0s1 pode te colocar cinco ou seis posições mais para cima”, explicou.

Senna espera uma segunda metade de temporada ainda melhor (Foto: Williams/Glenn Dunbar/LAT Photographic)

O piloto fez uma avaliação do que fez até aqui e acredita que está indo bem, mas voltou a frisar que o desempenho na classificação será crucial para definir seu futuro na Williams ou em qualquer outra equipe na F1.

"Nas corridas, eu acho que estou indo muito bem nesta temporada. Como disse antes, a qualificação será a chave para me certificar de que vou ficar para o próximo ano e, espero, nos próximos anos”, contou.

Para Senna, seu melhor final de semana foi na Hungria, na última etapa antes das férias de verão, e admite que o resultado lhe deu confiança sobre sua posição na equipe para a volta da temporada, no início de setembro, no GP da Bélgica, em Spa-Francorchamps.

“Nós tivemos um fim de semana forte no geral e é importante manter o trabalho assim”, ressaltou. “Definitivamente, se eu tivesse saído do fim de semana com um mau resultado ou com um ritmo ruim, você entra nas férias com muitas coisas na cabeça. "Não tenho nada para me preocupar agora. Eu estou aprendendo, estou melhorando e vai ser o caso de progredir na segunda metade da temporada. Vou ter muito mais experiência e tudo isso ajuda”, falou.

Com todos esses fatores, Senna acredita que a Williams pode progredir ainda mais nas próximas etapas, em que o brasileiro tem mais experiência acumulada, já que disputou a parte final de 2011 como companheiro de Vitaly Petrov na Lotus Renault.

"É preciso continuar trabalhando e melhorando. Sabemos que a equipe tem potencial. Nós sabemos a direção para trabalhar o carro para as próximas corridas. Há um caminho claro no desenvolvimento”, afirmou. "É ótimo ter carro que termina no top-10 praticamente todas as corridas. E cada vez que você não termina no top-10 é muito mais porque aconteceu alguma coisa”, finalizou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube