Paddock GP: Focado em turismo, Fraga critica devoção por F1: “Qual a graça de ficar se arrastando só para falar que está lá?”

Felipe Fraga tem uma ideia bastante certa sobre a F1. Ao ser questionado se o piloto gostaria de correr na categoria, ele foi bastante direto ao dizer que hoje em dia não sente vontade, e que não vê motivo de estar no grid mas ter que “se arrastar” na pista

 

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);
Felipe Fraga foi o convidado do PADDOCK GP #58, programa de debates do GRANDE PRÊMIO que foi ao ar na noite da quarta-feira (7). Quando questionado se gostaria de ir para a F1, o piloto deu uma resposta direta.

O titular da Cimed Racing afirmou que hoje em dia não tem mais vontade de pilotar na principal categoria do automobilismo mundial. Segundo ele, não tem sentido estar em um carro que só fica atrás no pelotão.

ASSISTA ABAIXO.

O PADDOCK GP é transmitido AO VIVO pelo canal do GRANDE PRÊMIO no YouTube. Sempre às terças-feiras, o programa começa às 20h.

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube