carregando
F1

Pai de Stroll mira mudanças da F1 em 2021 e espera ver Racing Point como “uma das melhores equipes”

Lawrence Stroll está animado com a reformulação que a F1 vai apresentar em 2021. Pensando em todas as mudanças de regulamento que vão acontecer, o dono da Racing Point espera ver a equipe brigando na ponta em longo prazo

Warm Up / Redação GP, de São Paulo
Lawrence Stroll tem planos bastante ambiciosos para a Racing Point, antiga Force India. Dono da equipe, o pai do jovem Lance espera que o time se coloque entre os melhores do grid após a reformulação que a Fórmula 1 vai passar.
 
Durante a temporada de 2018, o empresário liderou um consórcio que comprou os ativos da Force India, após a esquadra entrar em administração. Mantendo os mesmos recursos humanos, agora o time ainda tem novos recursos que garantem um futuro seguro.
 
Agora, Stroll espera as mudanças da categoria para uma evolução da equipe. “Em curto prazo, queremos seguir na briga onde estamos. Em médio prazo, queremos tentar brigar pelo terceiro posto, ao invés do quarto. Em longo prazo, com todas as regras, mudanças, espero que possamos ser uma das melhores equipes do paddock”, disse em entrevista ao site da F1.
Lawrence com Lance Stroll (Foto: Reprodução)
Lwarence chegou a receber diversas críticas por ter comprado a Force India, em que alegaram ter feito isso apenas para salvar a carreira de seu filho. Entretanto, o empresário explicou que nunca teve em mente comprar um time, mas viu uma boa oportunidade de negócio.
 
“Olhei para isso como uma oportunidade de negócio, acoplando isso com as conversas com a F1 para entender sua visão a partir de 2021, que é algum tipo de teto orçamentário e distribuição de receita para equipes menores. Isso faz muito sentido comercial para uma companhia como essa”, explicou.
 
“Estive próximo do esporte por 30 anos. Há apenas dez equipes e se você olhar o valor da franquia, seja NFL, rúgbi ou futebol, o valor de um ativo como esse, se tratado de maneira adequada, é significativamente valorizado com o passar do tempo”, encerrou.