Pai de Webber garante que filho corre na China e que não está revendo carreira após GP da Malásia

Alan Webber, pai de Mark, saiu em defesa do filho e disse que o piloto não está repensando a carreira e vai, sim, disputar o GP da China, em 14 de abril. O competidor da Red Bull havia dito que gostaria de repensar a carreira na equipe depois que o companheiro Sebastian Vettel ignorou uma ordem do time e o ultrapassou no GP da Malásia, ficando com a vitória

Opinião GP: desonesto com Webber, Vettel põe caráter em xeque 

Mark Webber não está repensando a carreira na F1 e vai, sim, disputar o GP da China, no próximo mês, garantiu Alan Webber, pai do australiano. O piloto de 36 anos não conseguiu disfarçar a ira no último domingo, durante a etapa da Malásia, depois que o companheiro de Red Bull, Sebastian Vettel, desobedeceu a uma ordem direta da equipe e o ultrapassou na fase final da corrida, para vencer em Sepang.

Logo após a polêmica etapa malaia, Webber voltou para casa, na Austrália, e disse que iria usar o intervalo de três semanas até a prova em Xangai para rever a carreira e a sua posição na esquadra austríaca.

"Nós estaremos prontos para o próximo GP, na China", afirmou o pai do competidor, que disse ainda acreditar que Sebastian Vettel foi sincero ao se desculpar com Webber, mas ressaltou que a relação entre ambos dificilmente voltará a ser mais a mesma. " Mark não perdeu a credibilidade com tudo isso. Provavelmente, Sebastian foi quem perdeu algo com isso", completou.

Webber terminou o GP da Malásia em segundo (Foto: Getty Images)

O pai de Webber ainda reiterou que o dono da Red Bull, Dietrich Mateschitz, "assegurou" a que a posição do filho permanece inalterada no time. Na verdade, Webber e Vettel convivem em uma relação tensa há muitos anos. O australiano nunca deixou de questionar a atenção maior dada pela equipe ao tricampeão. E o episódio de maior notoriedade da disputa entre os dois aconteceu em 2010, quando ambos se envolveram em um acidente durante o GP da Turquia, acabando com as chances de vitória do australiano.

No último domingo, Webber não escondeu a irritação com a atitude do companheiro e ainda no pódio fez duras críticas ao companheiro, mas lembrou que o alemão, ainda assim, terá proteção da equipe. "No fim, Seb tomou suas próprias decisões hoje e terá proteção, como de costume. E é assim que é", disparou.

O GP chinês está marcado para o dia 14 de abril, em Xangai. Na classificação geral do Mundial de Pilotos, Vettel lidera com 40 pontos, contra 26 do colega de Red Bull, que aparece na terceira posição.

As informações do GP da Malásia em tempo real
A classificação do Mundial de Pilotos
A classificação do Mundial de Construtores
As imagens deste domingo na Malásia

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube