Patrocinadora de Maldonado, PDVSA antecipou pagamentos à Lotus até fim de 2016, revela chefe

Chefe da Lotus, Federico Gastaldi afirmou que a PDVSA, a principal apoiadora de Pastor Maldonado e da própria equipe inglesa, pagou antecipadamente os valores referentes ao patrocínio até fim de 2016, por isso o lugar do venezuelano nunca esteve ameaçado

O cockpit de Pastor Maldonado na Lotus nunca esteve ameaçado na F1. Isso porque a principal apoiadora do piloto de 30 anos, a gigante petrolífera venezuelana PDVSA, pagou antecipadamente, até o fim de 2016, todos os valores referentes ao patrocínio à equipe inglesa. A informação foi dada pelo chefe do time de Enstone, Federico Gastaldi.
 
Durante o fim de semana da F1 em Cingapura, a esquadra confirmou a permanência de Maldonado por mais uma temporada, apesar das incertezas que cercam o futuro da Lotus. O time ainda sofre com problemas financeiros e deve mesmo ser comprado pela Renault, que deseja ter equipe própria no Mundial novamente.
Pastor Maldonado respondendo algumas perguntas (Foto: Reprodução/Twitter)
De qualquer forma, a Lotus recebe um substancial suporte financeiro vindo da Venezuela e que é estimado em US$ 27 milhões (R$ 105 mi) por ano. Gastaldi ainda informou que o acordo de Pastor com a esquadra preta e dourada é de três anos e que o anúncio no mês passado foi apenas uma formalidade.
 
"Nós assinamos um acordo de três anos com Pastor", afirmou o dirigente em entrevista ao site 'F1i.com'. 
 
"O anúncio foi apenas algo de rotina, pois já tínhamos acertado tudo com seus patrocinadores. Mas quando ouvi as pessoas dizendo que Pastor ia para tal lugar ou algo sobre seus patrocinadores, para mim, foi normal, tudo perfeito. Quando ouvi rumores os pagamentos, posso dizer que eles pagaram tudo antecipadamente. Então, realmente não sei por que as pessoas inventam coisas. Ele assinou por três anos e o último ano será em 2016", assegurou.
 
A decisão sobre o companheiro de Maldonado ainda é incerta e provavelmente só será definida depois da conclusão do negócio com a Renault. No momento, rumores na mídia europeia apontam Jean-Éric Vergne e Kevin Magnussen como favoritos à vaga.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube