Pérez critica transmissão de pelotão intermediário: “TV não faz um bom trabalho”

Sergio Pérez fez críticas a forma como a transmissão das corridas de Fórmula 1 acontecem. O mexicano apontou que o pelotão intermediário, onde estão as melhores brigas, mal aparecem na televisão

Sergio Pérez não está lá muito satisfeito com as transmissões das corridas de Fórmula 1 na TV. O mexicano criticou os diretores alegando que o pelotão intermediário, onde tem boas disputas, quase nunca é mostrado.
 
A ‘F1 A’, como pode ser chamada a Mercedes, Red Bull e Ferrari, tem dominado a categoria com seus seis pilotos. Enquanto isso, na ‘F1 B’, as brigas são muito mais próximas e dificilmente é possível quem vai “ganhar” a disputa.
 
O titular da Racing Point destacou o fato, mas reclamou que as batalhas quase nunca são mostradas na telinha. “O principal problema, em minha opinião, é a diferente entre os times”, disse em entrevista ao site ‘F1i.com’.
Sergio Pérez (Foto: Racing Point)

“Quando vê a corrida no meio do pelotão com os mesmos pneus, mesma aerodinâmica, com a mesma merda que sempre falamos todo final de semana, estão correndo no pelotão intermediário”, continuou.
 

“É incrível, sim, mas o problema é que não mostram na TV. Acho que os diretores não estão fazendo um bom trabalho, mas a corrida no meio do pelotão é inacreditável”, seguiu.
 
“É um esporte fantástico, mas os espectadores vão ficar tão felizes em ver corridas assim – ligar a TV e não saber quem vai vencer a corrida”, concluiu o competidor.
 
Em 2019, no Mundial de Construtores, a equipe que se colocou como melhor do resto foi a McLaren, que somou 145. Entre os pilotos, Carlos Sainz ficou com a sexta colocação, atrás apenas da dupla da Mercedes, Max Verstappen, e os companheiros da Ferrari.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube