Pérez diz que Racing Point seria “extremamente competitiva” no GP da Austrália

A Racing Point esteve forte nos testes em Barcelona e, aos olhos de Sergio Pérez, poderia ter feito ainda mais no GP da Austrália. O RP20, acusado de copiar a Mercedes W10 de 2019, é apontado como favorito para liderar o pelotão intermediário

O cancelamento do GP da Austrália em março, ainda no começo da pandemia do coronavírus, foi um duro golpe para toda a comunidade da Fórmula 1. E talvez tenha sido mais dolorido ainda para a Racing Point: a equipe, que já tinha conseguido boa performance na pré-temporada, esperava ser ainda mais competitiva em Melbourne.
 
A análise é de Sergio Pérez. O mexicano confirmou a expectativa de muitos a respeito do RP20: de que é um carro capaz de liderar o pelotão intermediário e, quem sabe, incomodar as equipe de ponta.
 
“Claro, não vimos o potencial completo do carro [nos testes] porque todo mundo esconde alguma coisa”, disse Pérez, entrevistado pela revista ‘Autosport’. “Só que Barcelona não é a pista em que somos mais fortes. Tínhamos grande expectativa para Melbourne, muito grande. Nós seríamos extremamente competitivos lá. Vamos esperar e ver quando pudermos correr”, seguiu.
Sergio Pérez tem motivo extra para lamentar o cancelamento do GP da Austrália (Foto: Racing Point)
O RP20 causou polêmica desde a pré-temporada. O carro notoriamente carrega muitos pontos em comum com a Mercedes W10 de 2019, criando acusações de que se tratava exclusivamente de uma cópia e retomando debate sobre limites nas colaborações entre duas escuderias. Apesar do bólido rosáceo ter grande potencial, há também para Pérez e Lance Stroll a necessidade de se adaptar às novidades.
 
“A pilotagem é um pouco diferente. Um pouco pelo carro, mas também pela forma como você monta o acerto. É basicamente um carro completamente novo com o qual temos de trabalhar. Precisamos aprender e o tornar melhor. Está sendo bem desafiador, mas acho que fizemos um grande trabalho nos testes para aprender mais sobre isso. Estamos bem preparados para a primeira corrida”, encerrou Pérez.
 
A primeira corrida está marcada apenas para 5 de julho. Trata-se do GP da Áustria, que vai acontecer sem público no Red Bull Ring. A F1 tem planos de realizar 19 provas ao longo da temporada, mas tudo parece incerto em tempos de pandemia.

 

Paddockast #61
VETTEL: ACERTOS, ERROS E… AZAR NA FERRARI

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube