F1

Pérez fala em “incidente muito infeliz” e Ocon evita polêmica na Force India: “Não vou comentar”

Esteban Ocon foi tocado por Sergio Pérez nas primeiras curvas do GP de Singapura. O francês, que tem seu futuro em xeque na F1, se esquivou das polêmicas, enquanto seu companheiro de equipe lamentou o episódio. Mas a Force India já considera evitar disputas entre os dois
Warm Up / Redação GP, de Sumaré
 Esteban Ocon (Foto: AFP)
Mais de um ano depois de se tocarem na descida da Eau Rouge duas vezes durante o GP da Bélgica e praticamente declararem guerra, Sergio Pérez e Esteban Ocon viveram tempos de paz dentro da Force India. Tempos que vieram depois da intervenção da equipe de Silverstone, que baniu confrontos entre os dois no restante da temporada. Nesta noite de domingo (16), ´Checo’ e Ocon voltaram a se tocar na primeira volta do GP de Singapura. O jovem francês levou a pior e abandonou a prova no começo. Já o mexicano foi um dos protagonistas, pelo lado negativo, e ainda se envolveu em outro incidente polêmico com Sergey Sirotkin quando lutava pela 13ª posição.
 
Ao falar sobre o assunto logo após a prova, desta vez os dois pilotos da Force India optaram por um discurso que evitou o confronto. Pérez lamentou o episódio ocorrido na primeira volta.
 
“Foi um incidente muito infeliz, daqueles que é muito difícil de evitar. Quando estou ganhando potência, tenho um toque com outro carro. Nem percebi que era o de Esteban. Quando a equipe me falou, fiquei muito triste por isso”, comentou o piloto de Guadalajara.
Manobra polêmica envolvendo Pérez e Ocon marcou a primeira volta da corrida (Foto: Reprodução)
Ocon, por sua vez, preferiu se esquivar de polêmicas. O futuro do francês está cada vez mais longe da Force India — que tende a trazer Lance Stroll para seu lugar — e da própria F1. Sua presença no grid da próxima temporada é uma grande incerteza.
 
“Não vou comentar e nem analisar o que aconteceu. Comecei bem e tive uma boa chance, com boa aderência perto de ‘Checo’. O que senti foi uma batida e eu já estava no muro. O que vou analisar é que tivemos um ótimo ritmo durante todo o fim de semana. Era para ter sido um ótimo fim de semana para nós dois e agora estou falando sobre o que aconteceu na corrida, que saímos zerados. E isso é terrível”, lamentou.
 
A cúpula da Force India, que agora tem em Otmar Szafnauer seu novo chefe com aquisição da equipe pelo consórcio liderado por Lawrence Stroll, deixou claro que considera intervir e impedir novamente disputas entre os dois pilotos. O dirigente foi além e deixou, nas entrelinhas, a possibilidade até de afastar um deles.
 
“Já faz mais de um ano desde que isso aconteceu. Foi em Baku, no ano passado, que introduzimos as regras que estavam em Spa. De Spa até aqui, isso não aconteceu mais. Então, estamos de volta às regras antigas. Permitimos que eles corressem desde a primeira volta, enquanto no ano passado não permitimos que eles disputassem na primeira volta. E agora podemos tirar isso”, disse.
 
“E se eles continuarem a agir assim, mesmo na primeira volta, há outros meios de separá-los, o que esperamos não ter de usar”, disparou.
 
Contudo, a Force India assegurou neste fim de semana que Ocon vai seguir como companheiro de equipe de Pérez para a disputa do GP da Rússia, próxima etapa da temporada, dentro de duas semanas.