Personalidade e planejamento para futuro: Mercedes explica critérios para definir pilotos

Toto Wolff tem pela frente a missão de definir a dupla de pilotos da equipe hexacampeã mundial para a próxima temporada. O dirigente austríaco revelou que tem contato frequente com Lewis Hamilton, mas que não falou com Valtteri Bottas nesta fase sem corridas em razão da pandemia do novo coronavírus

De todas as dez equipes do grid, a Mercedes é a que tem os cockpits mais cobiçados da F1. E depois que a Ferrari já definiu a sua dupla para 2021, agora todas as atenções estão voltadas para as futuras decisões de Toto Wolff. Lewis Hamilton e Valtteri Bottas têm contratos a vencer ao fim deste ano. E enquanto a renovação com o hexacampeão parece ser questão de tempo, a segunda vaga é um ponto de interrogação. Bottas concorre com o jovem George Russell, pupilo do programa da Mercedes e atualmente na Williams, e Sebastian Vettel agora também desponta como concorrente.
 
No último fim de semana, em entrevista à emissora austríaca ORF, Wolff disse que Vettel seria “uma boa história de marketing” por ser um piloto alemão num carro de uma equipe alemã. Por outro lado, o chefe da Mercedes considera que o tetracampeão não é a primeira opção, já que a prioridade está em nomes da própria casa, como Russell.
 
Em vídeo divulgado pela Mercedes, Toto contou com que base pretende escolher a dupla de pilotos da Mercedes para a próxima temporada.
Toto Wolff começa a 'matutar' sobre a dupla de pilotos da Mercedes para 2021 (Foto: Mercedes)
“Tem o lado das informações. Você analisa os resultados das corridas, volta para as categorias de base, faz comparações com os companheiros de equipe e como são esses companheiros de equipe na comparação com outras pessoas. E, depois, há o lado da personalidade, o que é muito importante”, comentou.
 
“Como um piloto se encaixaria na estrutura da equipe? Qual seria a dinâmica do piloto que poderia ser seu companheiro de equipe? Qual o planejamento para o futuro?”, listou Wolff.
 
“Todos esses fatores são levados em conta. Estamos discutindo que, em um fórum, todos dão sua opinião. E que, na maioria das vezes, todos nesse grupo têm a mesma opinião”, complementou.
 
O dirigente revelou um bastidor curioso do relacionamento com seus atuais pilotos nesta época de paralisação da F1 em razão da pandemia do novo coronavírus.
 
“Eu os deixo bem à vontade. Quando não há nada muito urgente, deixo que eles administrem a comunicação. Não falei com Valtteri, acho que ele está particularmente num bom lugar, então fico feliz com isso”, disse. “Com Lewis, tenho muito contato, conversamos com muita frequência no WhatsApp, mantendo-nos atualizados”, finalizou.

Paddockast #61
VETTEL: ACERTOS, ERROS E… AZAR NA FERRARI

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

assine agora