Perto de completar um ano sem vitórias na F1, Ferrari aposta em fim de jejum ainda em 2016

Em que pese toda a diferença para a Mercedes, Maurizio Arrivabene, chefe de equipe da Ferrari, acredita que o time italiano ainda pode voltar ao topo do pódio nesta temporada. O último triunfo da escuderia de Maranello aconteceu em 20 de setembro do ano passado, em Cingapura

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

A Ferrari volta neste fim de semana ao palco da sua última vitória na F1. Há quase um ano, em 20 de setembro de 2015, Sebastian Vettel coroava uma jornada perfeita com o triunfo no GP de Cingapura, num fim de semana totalmente fora dos padrões de domínio da Mercedes. Porém, desde então, o time italiano, que tanto prometeu brigar pelo título em 2016, não figurou mais no topo do pódio, vendo a Mercedes ainda mais distante e até a Red Bull ultrapassá-la no Mundial de Construtores.
 
Mas Maurizio Arrivabene não deixa de lado o otimismo que tanto caracterizou os discursos da Ferrari em 2016. Inspirado pelas ruas de Marina Bay, o chefe da escuderia de Maranello ainda acredita em um triunfo ainda nesta temporada.

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

Maurizio Arrivabene mantém a fé e o otimismo em uma vitória da Ferrari ainda em 2016 (Foto: Ferrari)
“Em algumas pistas, claro que vamos ter a chance. Em outros lugares, podemos lutar. Mas estou confiante de que podemos fazê-lo”, respondeu o dirigente quando questionado pelo site ‘F1i.com’ sobre a chance de voltar a vencer em 2016.
 
Contudo, boa parte dos esforços da Ferrari já está em 2017, ano em que a F1 viverá uma pequena revolução com a adoção de um novo regulamento técnico e também com a abolição das fichas de desenvolvimento, permitindo uma maior liberdade às fornecedoras de motor.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

“Estamos trabalhando há alguns meses, como todo mundo tem feito, porque temos regras completamente novas, com uma nova aerodinâmica. E temos as novas regras de motor, porque, sem as fichas de desenvolvimento, vamos ter liberdade de desenvolvimento”, salientou Arrivabene, que deu o último recado, em tom de cobrança.

 
“Toda a equipe está avançando nesta direção, sem se esquecer de 2016. Temos os recursos, dinheiro e as pessoas. Temos que chegar lá”, concluiu o chefe da Ferrari.
PADDOCK GP #46 TRAZ BOB KELLER E DEBATE VITÓRIAS DE FRAGA E PEDROSA

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube