Perto de ser suspenso, Grosjean se vê “numa merda de situação” e critica sistema de punição da F1

Romain Grosjean vê muita severidade dos comissários da Fórmula 1 na aplicação dos pontos de punição. O francês recebeu um por bater em Charles Leclerc nos Estados Unidos e agora está apenas dois distante de ser suspenso de um GP

O acidente com Charles Leclerc na largada do GP dos Estados Unidos colocou Romain Grosjean em uma situação ruim – ou “de merda”, nas palavras do próprio francês. O francês recebeu um novo ponto no sistema de punição da Fórmula 1 e agora está apenas dois distante de ser automaticamente suspenso de uma etapa do Mundial.
 
A situação faz Grosjean lamentar que a F1 precise de um sistema de pontos para punir pilotos de alto nível. O francês também insinua que algumas punições não são justas.
 
“Eu estou numa merda de situação”, reconheceu Grosjean, em entrevista acompanhada pelo GRANDE PRÊMIO. “Eu tenho dois pontos restantes [antes de ser suspenso]. Às vezes, você aceita uma punição e nem sabe o porquê. Há punições que você merece. O sistema de pontos, nós precisamos na F1? Quem tem, supostamente, os melhores pilotos do mundo? Realmente não sei. Coloque isso na Nascar, e os caras serão banidos duas ou três vezes no ano”, comparou.
Romain Grosjean (Foto: Haas)

Grosjean usa o argumento de que os pontos de punição são aplicados com muita frequência para se defender do erro ao bater em Leclerc nos EUA.

 
“Sim, eu cometi um erro. Não queria correr tantos riscos, não freei forte o suficiente. Não reduzi o bastante no ar sujo. Mas era a primeira volta da corrida. Essas coisas acontecem. Se começarem a punir toda vez que há um toque… Quer dizer, as corridas já não serão a coisa mais animada do mundo”, opinou.
 
A boa notícia para Grosjean é que o risco real de ser suspenso diminui após o GP do México. Passada a etapa no Hermanos Rodríguez, um dos dez pontos do francês vão expirar. Isso significa que, já no GP do Brasil, seria necessário receber três pontos de punição para ficar de fora da etapa de Abu Dhabi, última do ano.
 
Romain Grosjean já foi suspenso de uma corrida de F1 por problemas de conduta. Em 2012, no GP da Bélgica, o francês provocou um acidente que também envolveu Fernando Alonso, Lewis Hamilton, Sergio Pérez, Pastor Maldonado e Kamui Kobayashi. Por conta disso, Romain foi forçado a perder o GP da Itália, mesmo que o sistema de pontos de punição ainda não existisse.
GRANDE PRÊMIO cobre ‘in loco’ o GP do México de F1 neste fim de semana com a repórter Evelyn Guimarães.
 
E o Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1 acontece este ano nos dias 9, 10 e 11 de novembro, no autódromo de Interlagos. Os ingressos para a corrida estão disponíveis no único site oficial do evento: www.gpbrasil.com.br.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube