Pesquisa aponta perfil predominante de quem assiste ‘in loco’ ao GP do Brasil de F1: homem, 35 anos, ensino superior completo

Levantamento de dados dos últimos GPs do Brasil indica a consolidação de um perfil predominante no público. Nas arquibancadas, o homem de 35 anos com ensino superior completo salta aos olhos. Gasto médio do público cresceu 322,5% desde 2004

O GP do Brasil de F1 já é uma tradição. Desde 1990, o certame reserva um fim de semana de seu calendário para visitar Interlagos. Isso é tempo mais do que suficiente para traçar o perfil predominante nas arquibancadas do autódromo paulista.
 
O Observatório de Turismo e Eventos da SPTuris, núcleo de pesquisas do órgão municipal de turismo, levantou dados de todos os GPs do Brasil desde 2004. Ao comparar perfis de público, um logo saltou aos olhos: homem de 35 anos com ensino superior completo.
O perfil do público em Interlagos: homem de 35 anos com ensino superior completo (Foto: AP)
O número de turistas em Interlagos durante o GP também chamou atenção. 40% do público não mora em São Paulo — destes, 25% são originários de outras cidades brasileiras; enquanto 15% é estrangeiro. A lista de países representados no GP do Brasil é vasta, incluindo até mesmo regiões sem tradição no automobilismo — como República Dominicana e Angola.
 
O custo para apreciar um fim de semana de F1 é tradicionalmente alto. Mas a situação se deteriorou muito de 2004 para cá: antes, o gasto médio do público em São Paulo era de R$ 930; agora, está na casa dos R$ 3000, um aumento de 322,5%. O órgão, todavia, explica que o aumento acompanha a inflação acumulada com o passar dos anos.
 
O GP do Brasil de 2015, penúltima prova da temporada, está marcado para o dia 15 de novembro. A prova não será de grande importância para a categoria, considerando que os títulos do Campeonato de Pilotos e do Campeonato de Construtores já foram conquistados por Lewis Hamilton e Mercedes, respectivamente.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube