F1

Pessimista, Verstappen espera corrida “chata” na Austrália: “Quem fizer a primeira curva na frente, ganha”

A expectativa de Max Verstappen para a F1 dos novos carros não é das mais otimistas. O piloto holandês afirmou que até gosta de guiar o carro, mas que espera uma prova chata e sem ultrapassagens na Austrália
Warm Up / PEDRO HENRIQUE MARUM, do Rio de Janeiro
 Max Verstappen (Foto: Red Bull Content Pool)
 

A primeira corrida da temporada 2017 da F1 vem aí na madrugada do próximo domingo, mas as previsões de como será a prova estão sendo feitas. Max Verstappen tem a ideia dele de como será o GP de debute do novo carro: chato. Segundo falou o piloto da Red Bull, na madrugada deste sábado (25), não haverá uma briga real pela vitória, mas um desfile que premiará quem se der melhor na largada.

A questão de corridas com muito menos ultrapassagens é um medo antigo relacionado ao novo pacote de regras. Trata-se do alto downforce repelindo os carros que chegam atrás, dificultando que se aproximem. Para Verstappen, é isso o que vai acontecer em Melbourne. 
 
Perguntado durante entrevista concedida à rede de TV inglesa Sky Sports se a mudança nas regras foi um passo na direção correta por parte da F1, Max até elogiou os carros, mas não escondeu o pessimismo quanto à capacidade de competição deles numa corrida completa.
 
"Em termos de dirigibilidade, sim, absolutamente [um passo na direção correta]. É muito mais rápido e gostoso, especialmente na classificação, quando você tira combustível e acelera nas curvas de alta velocidade. Mas em termos de corrida vai ser mais chato amanhã, porque quem contornar a liderança na primeira curva vencerá a prova", comentou.
Max Verstappen (Foto: Red Bull Content Pool)
Com relação a sua participação no treino classificatório para o GP da Austrália, mostrou certa decepção com o carro da Red Bull. Verstappen largará na quinta colocação, mas ficou bem distante de Kimi Räikkönen, o quarto colocado na sessão de qualificação. É um começo que coloca os carros rubro-taurinos bem atrás de Ferrari e Mercedes.
 
"Meu desempenho não foi bom o bastante. Tem sido um fim de semana problemático e basicamente eu vi que seria assim depois dos testes de inverno - que isso era o melhor que eu poderia fazer. O equilíbrio do carro está complicado e quando nós fazemos alguma mudança afeta muito em termos de saídas de frente e traseira", disse.
 
Foi numa traseirada que o companheiro de Max, Daniel Ricciardo, finalizou prematuramente sua participação na classificação - ainda forçando uma bandeira vermelha ao bater a traseira contra a barreira de pneus na saída da curva 14.

GRANDE PRÊMIO transmite todas as atividades do GP da Austrália de F1 neste fim de semana. Acompanhe tudo AO VIVO e em TEMPO REAL, com a estreia do livetiming.
 

PADDOCK GP #70 FAZ PRÉVIA DE ABERTURA DAS TEMPORADAS DE F1 E MOTOGP E LEMBRA PACE