Michael Schumacher “não está morto, mas não consegue se comunicar”, diz Piero Ferrari

Filho de Enzo Ferrari e atual vice-presidente da marca italiana, pela qual Michael Schumacher se consagrou na Fórmula 1, Piero Ferrari falou sobre as condições do heptacampeão mundial

Orlando Bloom acelerou no Circuito das Américas (Vídeo: MotoGP)

A condição clínica de Michael Schumacher é mantida sob sigilo e tem raríssimas atualizações desde o grave acidente sofrido pelo heptacampeão mundial de Fórmula 1 na estação de esqui de Méribel, nos Alpes Franceses, em 29 de dezembro de 2013. Recentemente, no documentário ‘Schumacher’, veiculado pela plataforma de streaming Netflix, Corinna Schumacher falou um pouco sobre a atual situação do marido. Neste último fim de semana, foi a vez de Piero Ferrari, vice-presidente da marca italiana e filho do fundador, Enzo Ferrari.

Em entrevista concedida ao jornal italiano La Gazzetta dello Sport, o executivo lembrou das oportunidades em que desfrutou da companhia de Michael Schumacher e destacou a personalidade do ex-piloto alemão.

“Tive o prazer de ter Schumacher como hóspede em casa e beber uma garrafa de vinho tinto juntos. Ele gostava muito desses momentos de intimidade e tranquilidade”, disse Piero. “Era uma pessoa simples, clara e precisa. Uma personalidade muito linear”, ressaltou.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Michael Schumacher segue lutando pela vida desde quando sofreu acidente grave em dezembro de 2013 (Foto: Mercedes)

Ao falar sobre a atual condição de Michael, Piero corroborou as palavras recentes de Corinna. “Lamento falar sobre ele hoje como se estivesse morto. Ele não está morto. Ele está lá, mas não consegue se comunicar”, disse o italiano.

Em rara declaração sobre o marido, Corinna Schumacher falou recentemente sobre o sentimento da família diante do atual estado de Michael.

“Nunca culpei Deus pelo que aconteceu. Foi só azar, já que podia ter acontecido com qualquer um. Claro, sinto falta dele todos os dias. Mas não sou a única a sentir falta dele. As crianças, a família, o pai dele, todos ao redor. Todos sentem falta de Michael”, disse a esposa durante o documentário ‘Schumacher’.

“Mas Michael está aqui. Ele está diferente, mas está aqui. E isso nos dá força”, considerou. “Estamos juntos, vivemos juntos em casa. Ele está em tratamento. Fazemos de tudo para melhorar a condição dele, para garantir que ele esteja confortável e para fazer com que ele se sinta em família, uma ligação”, frisou.

Ainda no documentário, Corinna reforçou os motivos pelos quais a família mantém as condições de Schumacher sob sigilo absoluto. “Michael sempre nos protegeu, agora estamos protegendo Michael. Estamos vivendo nossas vidas, ‘privado é privado’, como ele sempre disse. É muito importante para mim que ele possa continuar a desfrutar de sua vida privada o máximo possível”.

“O que quer que aconteça, farei tudo que puder. Sempre faremos. Como família, tentamos seguir em frente como Michael gostaria e como ainda quer”, finalizou Corinna Schumacher.

F1 CHEGA AO CATAR USANDO MOTOGP. PARCERIA ENTRE AS DUAS ESTÁ PRÓXIMA?

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar