Fittipaldi define estreia em Sakhir como “loucura” e planeja evolução em Abu Dhabi

Pietro Fittipaldi foi último no GP de Sakhir, mas isso não quer dizer que a oportunidade foi desperdiçada. O brasileiro se sente mais preparado para a próxima atuação, no GP de Abu Dhabi

Pietro Fittipaldi já pode dizer que tem um GP de Fórmula 1 no currículo. Mesmo terminando em 17°, último dentre os 17 que viram a bandeira quadriculada no GP de Sakhir deste domingo (6), o brasileiro fica com impressão positiva: foi uma noite de aprendizado, permitindo uma atuação melhor no GP de Abu Dhabi da próxima semana.

“Foi uma loucura”, disse Fittipaldi, entrevistado pela TV Globo logo após a corrida. “Ainda estou me acostumando a andar no tráfego, ficou um pouco difícil. Não deu tempo para treinar muito. É muito difícil nas zonas de freadas, ficando atrás dos outros carros. No meio da corrida eu coloquei um pneu que quase estragou minha corrida, minha estratégia, mas deu para reagir com o safety-car. A gente tava virando uns tempos bons, tínhamos colocado o médio e eu estava com um bom ritmo”, seguiu.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Pietro Fittipaldi ficou em último, mas não está triste (Foto: Haas)

Fittipaldi passou boa parte do GP de Sakhir evitando a última posição. Foi só no fim que isso aconteceu, perdendo briga de estreantes com Jack Aitken.

“Tentei segurar o Aitken ali no final, mas ficou faltando um pouquinho [de velocidade] nas retas para conseguir me defender. Eu estou feliz com a estratégia. O objetivo era aprender e eu aprendi muito”, encerrou.

Fittipaldi correu o GP de Sakhir como substituto de Romain Grosjean. O francês se recupera de queimaduras nas mãos, consequência do acidente nefasto do GP do Bahrein. A Haas já confirmou que o período de recuperação do piloto impossibilita presença no GP de Abu Dhabi, abrindo caminho para o retorno do brasileiro. É com a possibilidade de evoluir que Pietro segue em frente no Oriente Médio.

“Quando terminei, claro que estava feliz por terminar o primeiro GP, mas sei que tenho coisas que melhorar para o próximo. Já estou pensando na próxima corrida, tem que ser assim. Vamos falar com os engenheiros, ver onde dá para melhorar. A gente tava com um bom ritmo, comparando com o do Kevin, mas ainda falta um pouquinho nas relargadas, quando tem carro em volta”, encerrou.

O GP de Sakhir teve vitória imprevisível de Sergio Pérez, beneficiado por uma série de erros da Mercedes. Esteban Ocon e Lance Stroll completaram um pódio inusitado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube