Pirelli define gama intermediária para retorno da Fórmula 1 no GP da Bélgica

Pirelli repete escolha do ano passado e define gama intermediária de compostos para GP da Bélgica, em Spa. Corrida marca a retomada da temporada da F1

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
Fernando Alonso acelerou o Renault R.S.18, pintado com as cores da Alpine, neste sábado em Le Mans (Vídeo: WEC)

Às vésperas do GP da Bélgica, a Pirelli definiu os compostos de pneus disponíveis. Levando em conta o alto desgaste e o traçado peculiar de Spa-Francorchamps, a fornecedora oficial de pneus da Fórmula 1 optou pela gama intermediária, repetindo a escolha de 2020.

Isso significa que os pneus disponíveis serão os C2, C3 e C4, que viram respectivamente os pneus duros, médios e macios. O C1 e o C5, o mais duro e o mais macio de todos, não serão utilizados na retomada da F1 após as férias de agosto.

Na visão de Mario Isola, chefe da Pirelli na Fórmula 1, a escolha se deu por conta das particularidades do circuito belga e da possibilidade das equipes explorarem diferentes estratégias. Isola ainda recordou o GP da Bélgica de 2020, vencido por Lewis Hamilton, para justificar a decisão da empresa.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

O pódio do GP da Bélgica de 2020 com Valtteri Bottas, Lewis Hamilton e Max Verstappen foi lembrado por Mario Isola (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)

“O Grande Prêmio da Bélgica marca nossa terceira visita a Spa em um mês em contextos muito diferentes, após as 24 Horas de Spa, o Rali da Bélgica de Ypres, e agora a Fórmula 1. Os desafios desta pista, especialmente quando se trata do clima, são bem conhecidos, assim como as cargas colocadas nos pneus”, afirmou Isola em comunicado oficial.

“No ano passado, os três primeiros se classificaram com o pneu médio, enquanto o macio oferecia um bom nível de aderência, mas exigia mais gestão, então não foi considerado um pneu de corrida ideal. A maioria dos pilotos passou do médio ao duro, com um pit-stop ditado pelo safety-car na volta 11 para a maioria deles. Portanto, podemos ver uma combinação interessante de estratégias este ano”, concluiu Isola.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar