F1

Pirelli revela que chegou a acordo comercial para seguir como fornecedora de pneus da F1 até 2019

A Pirelli, fornecedora única de pneus da F1 desde 2011, vai continuar na categoria por mais um triênio, tendo ampliado sua relação com a categoria até 2019
Warm Up / RENAN DO COUTO, de São Paulo
 A Pirelli levou para Barcelona os pneus médios, de risca branca, e os duros, de cor laranja (Foto: Beto Issa)
A Pirelli revelou, durante o GP da Rússia deste domingo (11), que atingiu um acordo comercial com a F1 para seguir como a fornecedora única de pneus para a categoria até a temporada 2019.

A fabricante italiana, portanto, completará um ciclo de pelo menos nove temporadas de parceria. Ela retornou ao Mundial no início de 2011.

No primeiro semestre, a FIA abriu um processo de seleção pelo qual a Michelin também se interessou. Durante este período, pilotos e equipes fizeram críticas à Pirelli, e duas discussões a respeito dos pneus surgiram: o desejo por compostos "melhores", na opinião dos críticos, que durassem por mais tempo e tivessem um comportamento mais constante; e pela volta da guerra de pneus à F1. O último campeonato com duas fabricantes de pneus foi o de 2006, com Michelin e Bridgestone.

Tanto Pirelli quanto a Michelin enviaram suas propostas à FIA, sendo que a marca francesa bateu fortemente em sua intenção de fornecer pneus de aro 18.

No entanto, apesar da presença da FIA intermediando o processo, por razões técnicas, a escolha é feita, mesmo, pelo detentor dos direitos comerciais da categoria. E Bernie Ecclestone preferiu seguir trabalhando com os italianos por mais três anos.
Pneus (Foto: Pirelli)
Em 2017, primeiro ano do novo ciclo, a categoria deve adotar pneus mais largos. Para o ano que vem, havia uma proposta, ainda não aprovada, de liberar a escolha de pneus que as equipes fazem para cada corrida. Hoje, dos quatro que constam no 'cardápio' da Pirelli, dois são indicados pela própria marca para cada GP.

Você sabia que...

Contando com o GP da Rússia deste domingo (11), 132 pilotos venceram corridas na F1 usando pneus Pirelli? No entanto, destes triunfos, os últimos 91 aconteceram com a fabricante como fornecedora única da categoria. Antes, o último triunfo havia ocorrido em 1991, no Canadá, com Nelson Piquet. A fabricante de pneus que mais GPs venceu foi a Goodyear: 368 entre 1964 e 1998. A última foi com Michael Schumacher em 1998.


 

Lotus de Grosjean fica destruída em acidente durante o GP da Rússia de F1...

Posted by Grande Prêmio on Domingo, 11 de outubro de 2015