Pirelli se antecipa e anuncia escolha de compostos de pneus para GPs do Bahrein e Rússia

Depois de definir, ainda em dezembro, os tipos de pneus que vai levar para os GPs da Austrália e da China, a Pirelli anunciou nesta quarta-feira (11) os compostos que vai embarcar para Sakhir e também para Sóchi, palco da terceira e quarta etapas da temporada, respectivamente. Os ultramacios, o pneu mais rápido da F1, vão ser usados no circuito russo

 

Estão definidos os compostos de pneus que a Pirelli vai levar para as quatro primeiras etapas da temporada 2017 do Mundial de F1. Ainda em dezembro, a fornecedora de Milão anunciou quais tipos de pneus vai levar para as duas primeiras corridas do ano, que vão ser disputadas na Austrália e na China. Nesta quarta-feira (11), foi a vez de a fábrica italiana confirmar quais compostos serão enviados para Sakhir e Sóchi, palcos dos GPs do Bahrein e da Rússia, respectivamente.

 
Para o circuito de Sakhir, a Pirelli optou por levar a mesma escolha definida para o GP da China, duas semanas antes. A fornecedora italiana vai embarcar para o Oriente Médio os compostos médios, macios e supermacios. Segundo o regulamento, ao menos um composto de pneu médio e outro de macio deve ser usado durante a corrida, ao passo em que haverá um jogo exclusivo de pneus supermacios para utilização no Q3, a fase final do treino classificatório.
 
A escolha da Pirelli para o GP da Rússia foi mais radical, a mais macia dentre a sua gama de pneus. A fábrica de Milão vai levar para o Parque Olímpico de Sóchi os pneus macios, supermacios e ultramacios. Um jogo de ulltramacios, identificados pela cor roxa, vai ser liberado para utilização pelos pilotos no Q3, enquanto os competidores vão ter de usar pelo menos um jogo de pneus macios e supermacios na corrida.

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

A Pirelli definiu os compostos de pneus que vai levar para os GPs do Bahrein e da Rússia (Foto: Pirelli)
Para o GP da Austrália, o primeiro da temporada 2017, que vai acontecer entre 24 e 26 de março, a Pirelli optou por uma escolha idêntica ao da Rússia e levará para Melbourne os pneus macios, supermacios e ultramacios.
 
A fornecedora italiana trabalha duro no desenvolvimento dos novos pneus, mais largos, adaptados ao novo regulamento. Entre agosto e novembro do ano passado, a Pirelli realizou uma série de testes com as equipes Mercedes, Ferrari e Red Bull, que contaram com carros de 2015 adaptados para simular níveis de downforce semelhantes ao novo regulamento, que entra em vigor neste ano.
 
A expectativa é que a configuração dos novos compostos ofereça aos pilotos maior nível de aderência e aceleração, sobretudo nas curvas. Nesta quarta-feira, a Pirelli revelou que os novos pneus devem apresentar um desgaste mais baixo, porém com uma tendência a um resfriamento mais rápido
 
As primeiras impressões a Pirelli e do mundo da F1 como um todo em relação ao desempenho dos novos pneus com os carros prontos para o novo regulamento técnico vão começar a ser conhecidas a partir de 27 de fevereiro, quando começam os testes de pré-temporada em Barcelona, na Espanha.
 
fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube