carregando
F1

Pirelli supera crise, garante testes de pneus e renova contrato como fornecedora da F1 até 2016

A Pirelli anunciou na manhã desta quinta-feira (16) que renovou seu contrato com a FIA (Federação Internacional de Automobilismo) para fornecer os pneus da F1. Novo vínculo vai até a temporada 2016

Warm Up / Redação GP, de São Paulo

A Pirelli anunciou na manhã desta quinta-feira (16) a renovação de seu contrato com a FIA (Federação Internacional de Automobilismo) para o fornecimento dos pneus da F1. O novo contrato, que vai até a temporada 2016, chega após uma decisão do Conselho Mundial da entidade reguladora.
 
Depois das falhas apresentadas pelos pneus ao longo de 2013, a Pirelli pressionou e conseguiu algumas mudanças no regulamento para garantir que tenha a chance de testar seus compostos com carros e pilotos oficiais.
Pirelli segue fornecendo pneus da F1 até temporada 2016 (Foto: Getty Images)
“A entidade reguladora e a Pirelli, em colaboração com os times, trabalharam juntas para melhorar o nível de segurança e performance na F1, resultando em importantes mudanças no regulamento esportivo da FIA em relação aos testes de pneus, o que vai permitir que a companhia italiana continue com seus preparativos como fornecedora única da F1, para o melhor interesse do esporte”, disse a marca de Milão em um comunicado.
 
A partir deste ano, um dos 12 dias de testes oficiais da pré-temporada será dedicado exclusivamente aos experimentos com pneus de pista molhada. Além disso, os times terão de dedicar um dos oito dias de testes que terão ao longo do ano exclusivamente aos compostos. Desta forma, ao menos uma equipe – e no máximo duas – vai se concentrar na borracha trabalhando junto com os profissionais da Pirelli.
 
“A Pirelli vai continuar a determinar a especificação dos pneus e a gerenciar todos os aspectos do desenvolvimento deles, em uma relação próxima com a FIA e todos os times, e dentro dos parâmetros estabelecidos pelo regulamento técnico e esportivo da F1”, afirmou a marca. “Além disso, a Pirelli e a FIA concordaram em discutir como estabelecer uma possível parceria na campanha de Segurança no Trânsito da FIA”, concluiu.