Pódio maluco do GP da Itália faz F1 ressuscitar ideia de corrida com grid invertido

Após pódio sem carros de Mercedes, Ferrari ou Red Bull, ideia de segunda corrida com grid invertido foi ressuscitada por Ross Brawn

O movimentado GP da Itália que terminou com a improvável vitória de Pierre Gasly, da AlphaTauri, ressuscitou uma discussão antiga e de desejo do Liberty Media: as corridas com grid invertido.

Em texto para a coluna oficial da Fórmula 1, o diretor esportivo Ross Brawn relembrou os planos para uma segunda corrida no fim de semana, com a ordem inversa da classificação do campeonato e valendo posições no grid para o evento principal, no domingo.

Monza era uma candidata para uma corrida com grid invertido quando consideramos o formato no ano passado. Infelizmente, não avançamos com isso, mas o conceito ainda é algo que nós e a FIA queremos trabalhar nos próximos meses e discutir com os times”, disse Brawn.

A festa de Pierre Gasly com o troféu de vencedor do GP da Itália (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)

Algo que beneficia o lado da Fórmula 1 na proposta é a mudança no Pacto da Concórdia. Antes, o voto das equipes por uma alteração tinha de ser unânime, mas a partir de 2021, 8 de 10 votos serão necessários.

“Com os carros do próximo ano iguais aos deste, nossos fãs podem ser presenteados com o mesmo drama deste fim de semana em Monza”, seguiu.

O diretor também apontou sobre as mudanças na abordagem das equipes para as corridas, utilizando a Mercedes, vencedora de seis das oito corridas de 2020, como exemplo.

“Hoje, a Mercedes acerta os carros para alcançarem a volta mais rápida e controlarem a corrida do início ao fim. Se souberem que precisam ultrapassar, mudariam esta abordagem”, completou.

Pierre Gasly, da AlphaTauri, venceu o GP da Itália com Carlos Sainz, da McLaren, em segundo e Lance Stroll, da Racing Point, em terceiro. Foi a primeira vez desde 2012 que um pódio aconteceu sem carros de Mercedes, Ferrari ou Red Bull.

Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO no YouTube! Clique aqui.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube