Por futuro de médio prazo, McLaren cogita vender ações de equipe da Fórmula 1

De acordo com a publicação britânica Autocar, os acionistas da McLaren concordaram em buscar alternativas para financiar o futuro em médio prazo da equipe de Woking

A McLaren discute a possibilidade de vender ações da equipe da Fórmula 1 para financiar seu futuro em médio prazo. A informação é da publicação britânica Autocar.

Em meio à pandemia do novo coronavírus, a McLaren teve de demitir cerca de 1.200 funcionários e cogitou vender até 30% das ações para sobreviver. Recentemente, recorreu à justiça britânica para conseguir, em caráter de urgência, um empréstimo de £ 280 milhões (cerca de R$ 1,8 bilhão) até 17 de julho, sob o risco de insolvência. O McLaren Group não conseguiu alcançar a cifra almejada, mas assinou um acordo com o Banco Nacional do Bahrein para obter um empréstimo de £ 150 milhões (em torno de R$ 1 bilhão) para aliviar o período de crise e sobreviver.

Lando Norris alegrou o fim de semana da McLaren com um pódio na Áustria (Foto: McLaren)

Agora, porém, a McLaren está pensando mais adiante, com os acionistas concordando em buscar alternativas para levar fundos para assegurar o futuro em médio prazo. Segundo a publicação inglesa, a venda de ações incluiriam parte ou tudo das divisões Automotiva e de Tecnologias Aplicadas, embora uma fonte da Autocar cite a possibilidade da venda de uma fatia menor do departamento de Corridas.

“Estamos considerando a possibilidade de investidores adicionais no negócio das corridas”, confirmou um porta-voz da McLaren.

Há três anos, Michael Latifi, pai de Nicholas, piloto da Williams, comprou uma fatia de 10% das ações do time por pouco mais de £ 200 milhões (cerca de R$ 1,3 bilhão).

A Autocar afirma, ainda, que a McLaren também cogita a venda da Applied, uma companhia que usa a experiência nas corridas, especialmente em termos de dados e tecnologia em indústrias do setor de saúde e transporte público.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO? Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.
Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.
Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube