Por mudança radical nas regras de 2014, chefe da Ferrari vê competição diminuindo ao longo de 2013

Stefano Domenicali, chefe da Ferrari, acredita que a competição vai diminuir ao longo da temporada 2013, já que as equipes terão de se voltar para o projeto de 2014. Motores V8 darão lugar aos V6 turbo de 1,6 L

 

A temporada 2013 será um ano de transição na F1. Apesar de os regulamentos técnico e desportivo não contarem com grandes mudanças, as equipes se preparam para uma grande modificação em 2014, com os motores V8 dando lugar aos V6 turbo de 1,6 L.
 
Por conta das mudanças, muitas equipes já destinaram alguns profissionais para se dedicarem integralmente ao trabalho com o novo bólido, mas Stefano Domenicali, chefe da Ferrari, lembra que esse trabalho precisará ser intensificado ao longo do ano. 
Domenicali ponderou que times logo precisarão intensificar os trabalhos no carro de 2014 (Foto: Carsten Horst/Hyset)
“Tenho certeza de que ao longo da temporada a competição vai diminuir, porque as demandas de todos os times para o projeto de 2014 não pode ser subestimada”, alertou. “Estamos falando de um carro que é completamente diferente do que vimos antes e há um risco de perder o barco: quanto menor a organização, melhor e mais cedo terão de investir recursos no novo projeto”, falou. 
 
“Em relação os times grandes, o exercício será balancear os recursos necessários para manter o desenvolvimento para ser competitivo até o fim, com a atenção que precisa ser dedicada a 2014 para evitar o risco de ficar para trás”, completou. 

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube