Por mudanças nas regras, projetista da Red Bull duvida que Vettel poderia ter vencido todas etapas de 2013

Projetista da Red Bull, Adrian Newey afirmou que não acredita que Sebastian Vettel poderia ter vencido todas as etapas de 2013. Tetracampeão venceu 13 das 19 provas da F1

A edição 45 da REVISTA WARM UP

Sebastian Vettel exibiu um desempenho dominante na temporada 2013 da F1, mas apesar da boa atuação, Adrian Newey, projetista dos bólidos rubro-taurinos, não acredita que ele poderia ter vencido todas as etapas do ano. Nas 19 corridas disputas, o germânico venceu 13 vezes.
 
Antes de engatar em uma sequência de nove triunfos, Vettel viveu uma fase mais irregular, mas ganhou em consistência na metade do ano, após a Pirelli mudar a construção dos pneus, voltando para a mesma estrutura do ano anterior. A mudança foi necessária por conta de falhas apresentadas pelos compostos.
Newey não acredita que Vettel poderia ter vencido todas as provas de 2013 (Foto: Red Bull/Getty Images)
Após a mudança nos pneus, que foi introduzida na etapa de Hungaroring, Vettel foi batido uma única vez, no próprio GP da Hungria, que foi vencido por Lewis Hamilton. 
 
Apesar do ótimo entrosamento com os novos pneus, Newey não acredita que o desempenho poderia ter sido melhor se os compostos que terminaram o ano tivessem sido utilizados durante toda a temporada. Questionado pela revista britânica ‘Autosport’ se acreditava que Vettel poderia ter vencido todas as corridas do ano, Adrian ponderou: “Acho que estávamos, na verdade, ainda nos encontrando depois que os escapamentos foram tão severamente restritos em relação a posição e mapeamento no final de 2011”. 
 
“Eu diria que o carro deste ano [2013] é mais o carro do ano passado [2012] com alguns meses extras, do que eu carro novo”, avaliou. “O ano passado e o início deste ano foram sobre aprender como fazer o carro funcionar sem a tecnologia de escapamento que usamos em 2010 e 2011”, continuou. 
 
Ainda, Newey destacou a maturidade de Vettel e o desempenho forte e constante mostrado pelo germânico ao longo de 2013.
 
“Acho que a pilotagem de Sebastian neste ano mostrou um nível de maturidade que foi bem impressionante”, comentou. “Ele obviamente é jovem e está aprendendo, e isso é uma coisa animadora”, seguiu.
 
“Se voltarmos para 2009, nosso primeiro ano com ele na Red Bull depois da Toro Rosso, ele cometeu erros e nós cometemos erros”, lembrou. “Acho que juntos – Sebastian como piloto e nós como equipe – nós amadurecemos e nos desenvolvemos e tomara que cometamos menos erros”, encerrou.

Acompanhe o noticiário completo sobre o acidente de Michael Schumacher

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube