Por pendência com Ecclestone, Marussia pode ficar de fora da transmissão do GP da Austrália

Por pendência de acordo com Bernie Ecclestone, a Marussia pode ficar de fora da transmissão de TV durante o GP da Austrália, que abre a temporada na semana que vem, em Melbourne

A Marussia corre o risco de ficar de fora da transmissão do GP da Austrália, no próximo fim de semana, etapa que abre a temporada 2013 da F1. O motivo é que Bernie Ecclestone ainda não chegou a um acordo com a equipe anglo-russa.

O executivo-chefe da F1 disse recentemente que conseguiu fechar contratos no que diz respeito à parte financeira do Pacto da Concórdia com as equipes, incluindo a Marussia. Porém, o acordo ainda não aborda a questão da vinculação de imagens dos carros e dos pilotos do time.

Chefe da equipe Marussia disse que time está perto de acordo com Ecclestone (Foto: Marussia)

Questionado pela emissora norte-americana ESPN se a medida é um fator crucial para a Marussia, John Booth, chefe da escuderia, minimizou o fato. "Não. É vital para Bernie, porque ele não poderá nos filmar sem isso [o acordo]", afirmou.

Um porta-voz da Marussia, entretanto, confirmou que as negociações estão em andamento no momento. E Booth completou: "Nada está assinando ainda, mas estamos muito perto agora de entrar em um acordo."

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube