Por que o peso dos carros da F1 2022 se tornou um problema?

A Red Bull revelou que equipe ainda não conseguiu se enquadrar no limite de peso da F1, em problema que afeta todas as equipes do grid, menos a Alfa Romeo. O vídeo de hoje fala sobre esse impasse

A Fórmula 1 entra em 2022 com um regulamento técnico reformulado, o que ainda desafia as equipes a encontrarem soluções para problemas inéditos. E uma das grandes preocupações agora é o aumento o peso mínimo dos carros. Entre 2021 e esse ano, esse valor foi ampliado em 43 kg, pulando para 795 kg.

Das dez equipes do grid, nove estão acima do peso, sendo a Red Bull o caso mais grave. O consultor Helmut Marko foi quem levantou primeiro esse impasse. “O único problema que temos é com o peso do carro”, disse Marko à publicação alemã Motorsport-Magazin.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

“Mas todos os times sofrem com isso. Graças a Deus que o peso mínimo foi aumentado, mas ainda teremos muito trabalho a fazer antes da primeira corrida”, analisou o austríaco.

Diante desse cenário, as escuderias pedem por um novo aumento do peso mínimo e uma reunião deve acontecer no Bahrein, palco da próxima sessão de testes coletivos. É necessário um concesso, já que os times entendem que, se não houver uma mudança, os gastos serão ainda maiores para entrar no valor exigido pelo regulamento.

O assunto é o tema do vídeo de hoje.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar