Por tri, Alonso afirma que deve encarar últimas provas do ano "como perseguidor, não como líder"

Com 37 pontos a mais do que Lewis Hamilton, Fernando Alonso não fala em "administrar a vantagem" no final do ano. "Único objetivo em Cingapura é vencer", afirma

 

Líder do campeonato de pilotos, Fernando Alonso não pensa em diminuir o ritmo nas provas finais desta temporada. O espanhol, que era o único piloto com três vitórias no campeonato, viu Lewis Hamilton igualar esse número no GP da Itália do último domingo e alcançar 142 pontos, 37 pontos distante dos 179 de Alonso. 

Assim, o britânico substituiu Sebastian Vettel, da Reb Bull, na posição de principal rival do ferrarista e, a julgar pelo ótimo desempenho da McLaren desde o retorno das férias da categoria, deve continuar ameaçando a liderança do bicampeão.

Alonso: objetivo é vencer em Cingapura (Foto: Red Bull/Getty Images)

Por sua vez, Alonso conta com a regularidade de suas apresentações: o piloto só não pontuou no GP da Bélgica, esteve entre os prejudicados com o acidente causado por Romain Grosjean logo na primeira volta da prova em Spa-Francorchamps.

Mesmo assim, Fernando não pretende apenas administrar a vantagem que possui para Hamilton, mas sim continuar lutando por vitórias. "Devo encarar as últimas sete corridas como um perseguidor e não como um líder. 175 pontos ainda estão em jogo, uma vantagem de 37 pontos não significa nada", cravou, em entrevista ao jornal espanhol 'Marca'.

"Tudo pode mudar em uma corrida. Meu único objetivo em Cingapura é vencer. Tenho que apresentar um desempenho perfeito até o final do ano", continuou Alonso.

Enquanto a vantagem do espanhol para Hamilton é relativamente segura, apenas dois pontos separam o piloto da McLaren de Vettel e Kimi Räikkönen, da Lotus. Para Alonso, todos os três representam ameaça para seu tricampeonato. "Se tivesse que escolher entre Hamilton e Vettel, escolheria Räikkönen", brincou.

"Vão acontecer algumas reviravoltas na luta pelo título neste final de temporada, será uma batalha com resultados muito próximos uns dos outros", avaliou. "Mas é mais fácil quando você está em vantagem. Me sinto mais relaxado do que no ano passado", concluiu Alonso.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube