Porsche não nega rumores sobre contratação de Webber para Le Mans: “Será decidido mais tarde”

Procurada pela agência ‘SID’, a Porsche não negou a possibilidade de contar com Mark Webber em um de seus protótipos para Le Mans no ano que vem. Porta-voz da marca afirmou que pilotos serão decididos mais tarde

Cercada por rumores sobre uma possível contratação de Mark Webber para liderar seu protótipo para Le Mans no próximo ano, a Porsche não quis desmentir as especulações. O futuro do piloto australiano tem sido bastante questionado nos últimos meses por conta de uma nova crise na Red Bull.
 
Durante o GP da Malásia, a equipe dos energéticos orientou Webber e Sebastian Vettel a manterem suas posições na pista, ou seja, com Mark na frente. O tricampeão, entretanto, ignorou as ordens do time, atacou o companheiro e venceu a disputa em Sepang, o que piorou ainda mais a já difícil relação entre os dois. 
Webber não escondeu insatisfação com ação de Vettel em Sepang (Foto: Getty Images)
A nova crise gerou rumores de Webber, que só tem contrato até o fim do ano, não seguirá com o time de Milton Keynes em 2014. Em meio a tantos boatos, surgiu a possibilidade de o piloto mudar completamente os rumos de sua carreira. Em entrevista à agência de notícias ‘SID’, Oliver Hilger, porta-voz da Porsche, não quis negar as especulações e afirmou que a decisão de incluir ou não mais pilotos no time da marca será tomada mais adiante. 
 
“A Porsche já tem um esquadrão de pilotos bem sucedidos internacionalmente”, afirmou. “Isso é uma base muito boa para a atribuição dos cockpits correspondentes”, avaliou. 
 
“Se e em qual extensão mais pilotos serão adicionados será decidido depois”, completou o porta-voz da marca.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube