Presidente reeleito da FIA, Todt apoia adoção de números fixos na F1: “Acho que seria legal”

Em entrevista ao jornal francês ‘L’Équipe’, Jean Todt, presidente reeleito da FIA (Federação Internacional de Automobilismo), manifestou seu apoio em relação à adoção de números fixos na F1

Reeleito presidente da FIA (Federação Internacional de Automobilismo), Jean Todt saiu em defesa da adoção de números fixos na F1. De acordo com a revista inglesa ‘Autosport’, o tema será debatido nesta segunda-feira (9) durante uma reunião do chamado Grupo de Estratégia
 
Ainda segundo a publicação, a proposta que será debatida visa aplicar à F1 o modelo que é utilizado na MotoGP, onde os pilotos utilizam um único número ao longo de toda a carreira. A exceção é feita ao campeão mundial, que pode deixar seu número de lado para exibir o um. 
Todt afirmou que está um pouco preocupado com a F-E (Foto: Getty Images)
“Eu apoio bastante isso”, disse Todt em entrevista ao jornal francês ‘L’Équipe’. “Acho que seria legal se os pilotos mantivessem o mesmo número, com exceção do campeão mundial, que sempre exibe o número um”, continuou. 
 
“Hoje quando eu assisto um GP, não consigo ver o nome ou o número do piloto”, reclamou. “Sei que eles precisam do espaço no carro para os patrocinadores, mas acho que existem soluções – por exemplo, nós poderíamos colocar o número no capacete”, sugeriu.
 
Ainda, o presidente reeleito da FIA afirmou que está “um pouco preocupado” com a F-E. O dirigente ficou surpreso com o interesse despertado pelo novo certame e teme que as pessoas se decepcionem.
 
“Estou surpreso com o interesse e isso é promissor”, comentou. “E estou ansioso em ir para as corridas em grandes cidades”, continuou. 
 
“Mas também estou um pouco preocupado, porque quando as expectativas são altas, talvez tenha decepção. Então estou cauteloso”, explicou. 
 
Por fim, o dirigente afirmou que nada impede que pilotos da F1 participem do campeonato. “Acho que os pilotos da F-E são bastante conhecidos e muito talentosos, mas se um time quiser trazer um piloto de F1 por uma ou duas corridas, porque não?”, concluiu.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube