Primeiro-ministro volta a colocar GP da Austrália em xeque: “Não vou arriscar vidas”

Uma vez adiado para novembro de 2021, o primeiro-ministro australiano, Scott Morrison, levantou novas dúvidas para a realização do GP da Austrália nesta temporada

Se em 2020 o GP da Austrália, em Melbourne, foi cancelado logo no início da pandemia e a edição de 2021 foi empurrada de março para novembro, o primeiro-ministro australiano, Scott Morrison, ainda coloca dúvidas na realização do evento em sua nova data. Tudo depende da situação da pandemia nos cenários visitados pela Fórmula 1 nos próximos meses.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Restrições semelhantes às atuais na Austrália forçaram o cancelamento da rodada do Canadá pela segunda temporada consecutiva, enquanto sua etapa de substituição, que seria na Turquia, foi cancelada devido ao controle de viagem para o país, estipulado pelo Reino Unido.

“Podemos observar que vir para a Austrália é muito diferente de ir para a maioria dos países em que estão passando [a F1]. A Covid se alastrou nesses países de maneira que não se alastrou na Austrália”, disse Morrison sobre a possibilidade de relaxamento dos requisitos de entrada no país.

ANÁLISE
+Pérez sofre com adaptação, fica longe de convencer e já entra na air fryer da Red Bull

O traçado de Melbourne passou por mudanças (Foto: LAT/Pirelli)

Um ponto a se ressaltar é que, mesmo com um forte protocolo de contingência, o país já sediou um evento grande em 2021: o Aberto de Tênis da Austrália, na mesma Melbourne da F1, em fevereiro passado. Na ocasião, todas as chegadas de atletas foram sujeitas a uma quarentena obrigatória de 14 dias nos hotéis. Em uma visão mais realista, a Austrália estipula apenas 2022 como uma data para uma flexibilização gradual das restrições de fronteira.

“Achei correta a decisão que foi tomada sobre adiar o GP, em grande parte porque a F1 está acostumada a correr em países onde a Covid-19 havia se alastrado, e na Austrália não temos a mesma média de casos que outros países, então isso é algo que queremos proteger”, explicou o primeiro-ministro.

“A Austrália evitou a perda de 30.000 vidas quando comparada à taxa média de mortalidade dos países da OCDE [Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico]. Acho que isso tem que ser levado em conta. Foram 910 australianos que perderam suas vidas, e cada uma delas foi uma tragédia”, concluiu.

O GP de Mônaco, quinta etapa da temporada 2021 do Mundial de Fórmula 1, acontece neste fim de semana, com treinos livres a partir desta quinta-feira. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar