Problema persiste, e FIA confirma que luzes de aviso novamente não serão usadas no GP da Malásia

Dessa maneira, os pilotos não vão ficar sabendo automaticamente quando houver uma bandeira amarela ou azul acionada, e a FIA não poderá ligar e desligar o uso do DRS remotamente

Os pilotos da F1 continuam no escuro em Sepang. É que a FIA confirmou neste sábado (23) que o sistema de avisos luminosos de dentro do carro não será usado no GP da Malásia, já que há um problema com a telemetria do equipamento. Em Melbourne, os competidores já havia enfrentado essa dificuldade.

Dessa forma, os pilotos não saberão automaticamente, por exemplo, quando há uma bandeira amarela ou azul acionada. Da mesma forma, não será possível colocar o carro em modo de safety-car automaticamente, e a FIA não poderá ligar e desligar o uso da asa traseira móvel. Com isso, os pilotos vão precisar ver as bandeiras sendo agitadas pelos fiscais, além de saber o que acontece pelo rádio e pelas placas no pit-wall.

As luzes de aviso não vão funcionar em Sepang (Foto: Mercedes)

Este é o segundo fim de semana consecutivo que este problema acontece. Em Melbourne, a FIA optou por desligar tudo para evitar quebras, já que o sistema não estava funcionando. A expectativa era que funcionasse normalmente na corrida de Sepang.

De acordo com a revista inglesa ‘Autosport’, a FIA mudou a empresa responsável por esse equipamento, daí os seguidos problemas em 2013.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube