Promotor de corrida em Nova Jersey diz que Ecclestone fez certo ao adiar GP da América para 2014

Corrida estava marcada para acontecer neste ano, mas pendências e atrasos forçaram Bernie Ecclestone a ter que adiar a prova para a próxima temporada

Bernie Ecclestone sempre visou o retorno da F1 aos Estados Unidos. Após negociar por longo tempo, o dirigente conseguiu o que queria e, na última temporada, aconteceu, em Austin, no Texas, a volta do país ao calendário. Não satisfeito, ele conseguiu outra prova em terras americanas: o GP da América, nas ruas de Nova Jersey.

Porém, com problemas entre os organizadores, a etapa que aconteceria nesta temporada acabou sendo remarcada para 2014. E isso foi comemorado pelo promotor Leo Hindery Jr., que demonstra confiança da realização da prova no próximo ano.

Nova Jersey vai receber etapa da F1 no próximo ano (Foto: Red Bull/Getty Images)

“Bernie tomou a decisão certa [ao adiar o GP]. Estamos em construção, temos algumas autorizações que não tínhamos no ano passado, e estamos bastante confortáveis na realização da corrida que deve acontecer, provavelmente, em meados de 2014”, disse Hindery Jr. ao jornal ‘Sports Business Daily’.

Com o feito em 2013, a infraestrutura dos arredores e do circuito de rua está sendo preparada aos poucos para a realização do GP da América. “O trabalho de pavimentação começa por volta de setembro, quando o clima é mais propício para esse trabalho. A segunda parte que precisa de atenção inclui transporte e assentos ao longo do rio Hudson”, explicou o diretor.

Sem a etapa, o calendário desta temporada ficou com 19 provas, uma a menos do que o desejado por Ecclestone. Para 2014, ele confirmou que existe a intenção de ter 22 corridas ao longo do ano. Isso inclui a entrada do GP da Rússia, confirmado para acontecer.

Outra prova que Bernie gostaria de ver no calendário é o GP da África do Sul, realizado, em períodos irregulares, entre 1962 e 1993. O continente africano é o único, no atual calendário da F1, a não ter uma corrida e o dirigente já manifestou interesse em seu retorno. Além disso, outra etapa no Brasil – o GP do Mercosul, em Santa Catarina – está sendo negociada, conforme reportagem da REVISTA WARM UP de fevereiro.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube