Prost põe Renault atrás de piloto de ponta em 2018, mas Sainz pode ficar se for bem: “Encontraremos uma solução”

O tetracampeão mundial de F1, Alain Prost, que hoje atua como consultor da Renault, afirmou que a equipe francesa vai ao mercado de pilotos no fim de 2018. Vários pilotos importantes da F1 ficarão sem contrato no fim do ano que vem, algo que a Renault pode aproveitar. Mas apenas se as coisas não funcionarem muito bem com Carlos Sainz, pelo visto

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Finalmente, para um 2018 que marca o terceiro ano da Renault desde que voltou à F1 como equipe de fábrica, o time francês vai para a disputa com uma dupla de pilotos vista como inteiramente forte. Nico Hülkenberg terá Carlos Sainz Jr. ao lado para o que a Renault espera que seja um ano de briga por pódios. De acordo com Alain Prost, porém, a equipe quer ser uma participante ativa do mercado de pilotos no fim do ano que vem.

 
O tetracampeão Prost é consultor e embaixador da Renault. Segundo ele, a expectativa é de que a evolução no time ano que vem seja claro. E, com isso em mente, o objetivo para 2019 será ainda maior. Embora Hülkenberg ainda esteja sob contrato, Sainz segue sendo um piloto da academia da Red Bull, afinal.
 
"O mercado de pilotos é importante e nós estamos em uma posição que, ao fim de 2018, haja um espaço aberto para discussão. No fim de 2018 haverá muito piloto sem contrato. Nós queremos ser melhores como equipe e ano que vem nós vamos provar que somos melhores do que somos agora. E queremos estar nesse mercado fundamental", disse.
Carlos Sainz (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)
Dentre os nomes que ficarão sem contrato ao fim de 2018, estão Daniel Ricciardo, Sergio Pérez, bem como Lewis Hamilton e Valtteri Bottas. 
 
Mesmo assim, Prost indicar que se o ano de Sainz com a Renault for bom e o piloto queira continuar depois, as partes envolvidas podem encontrar uma forma de fazer dar certo. 
 
"Temos Carlos para o ano que vem, mas ele continua com a família Red Bull. Se ele for bem e quiser ficar, nós encontraremos uma solução", seguiu.
 
Depois de um retorno muito fraco à F1 em 2016, a Renault se aproximou de vez da classe média da F1 e entrou no bolo. São 42 pontos e o sétimo lugar no Mundial de Construtores até agora.
’SOLDADINHO’ DA PENSKE?

CASTRONEVES TEM FALTA DE TÍTULO COMO MANCHA NA CARREIRA  

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube