Quarto colocado na Bélgica, Kvyat elogia estratégia da Red Bull e define dia como “muito doido”

Daniil Kvyat não largou lá numa posição muito confortável no GP da Bélgica deste domingo (23), mas soube encontrar seu lugar - e contou com uma boa estratégia da Red Bull - para sair de Spa-Francorchamps na quarta colocação e na frente de Daniel Ricciardo no Mundial de Pilotos

Daniil Kvyat ganhou um bônus na largada com as saídas de Nico Hülkenberg e Carlos Sainz Jr. de sua frente – ambos foram aos boxes antes da partida do GP da Bélgica deste domingo (23). No começo, a Red Bull que saltou aos olhos foi a de Daniel Ricciardo, mas aos poucos Kvyat ganhou campo. Ganhou tanto – com uma pitada de sorte, também – que encerrou na quarta colocação.
 
Em determinado momento após a primeira parada, o russo acelerou e virou um dos mais rápidos da pista. Mas foi mesmo quando o companheiro Ricciardo teve um problema que o obrigou a encerrar sua participação e a direção de prova acionou o safety-car virtual que a Red Bull e Kvyat se adiantaram em Spa-Francorchamps.
 
Ele ficou na pista quando normalmente seria hora de trocar – a equipe dos energéticos fez questão de mantê-lo. Parou apenas voltas depois, mas ganhou a oportunidade de andar forte no final. Claro, os problemas de Sebastian Vettel, Pastor Maldonado, Valtteri Bottas e Ricciardo não atrapalharam, mas a competência esteve lá para passar Felipe Massa e Sergio Pérez. 
A Red Bull voltou a mostrar boa performance neste sábado em Spa (Foto: Red Bull/LAT Photographic)
"Foi uma corrida interessante e um dia muito doido. Tive muitas oportunidades de ultrapassagem e o car teve um bom desempenho. A estratégia do time de me manter na pista durante o safety-car virtual foi boa e pudemos ter uma última parte da corrida forte", elogiou. 
 
"A equipe fez um bom trabalho, e marcamos bons pontos. Tem de ficar felizes com a performance de hoje e, com sorte, podemos continuar esta forma pelas próximas corridas", encerrou.
 
Com o quarto posto, Kvyat passa Ricciardo na classificação do Mundial de Pilotos. São 57 pontos e a sétima colocação, seis pontos e um posto na dianteira do australiano. Uma ótima recuperação para quem começou a temporada de forma tão turbulenta. A F1 volta em duas semanas, com o GP da Itália.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube