Quatro anos após 5° lugar no Bahrein, Grosjean se diz triste com decadência da Haas

Romain Grosjean foi quinto no GP do Bahrein de 2016. Quatro anos depois, larga em 19° e não parece ter condições de repetir a dose. O francês diz que a Haas não merece a fase ruim atual

Romain Grosjean" target="_blank">Romain Grosjean se encaminha para um fim de ciclo melancólico pela Haas na Fórmula 1. No treino classificatório deste sábado (28), o francês foi apenas o 19° mais rápido em Sakhir e não teve chances reais de chegar ao Q2. Foi a deixa para um momento nostálgico, com Grosjean lembrando o quinto lugar no GP do Bahrein de 2016.

“Eu coloquei muito esforço nesse projeto e as coisas estavam indo bem”, disse Grosjean, recordando o começo da empreitada na Haas. “Lembrando o primeiro ano aqui [GP do Bahrein de 2016], terminamos em quinto, muito tempo atrás. É um pouco triste para todo mundo, o pessoal merecia mais. A forma como eles operam o carro, a forma como eles trabalham… eles mereciam mais. Mas isso é o que temos, não há milagres”, lamentou.

Relacionadas


O quinto lugar no GP do Bahrein de 2016 veio após um já surpreendente sexto no GP da Austrália, duas semanas antes. A Haas seguiu crescendo e teve seus melhores resultados em 2018, quando terminou o Mundial de Construtores em quinto. Só que o declínio veio rapidamente, com temporadas decepcionantes em 2019 e 2020 relegando a escuderia às últimas posições.

Romain Grosjean teve um GP do Bahrein excelente em 2016 pela Haas. Em 2020… (Foto: Beto Issa)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

O GP do Bahrein, só que o de 2020, seguiu contando a história de um Grosjean e de uma Haas que não conseguem avançar de jeito nenhum.

“Acho que a volta foi ok, mas nas últimas curvas eu tentei atacar um pouco mais, pilotando do jeito que eu piloto normalmente e curtindo um pouco mais, mas o carro não aceitou. Eu perdi alguns décimos. Seria uma posição a mais no grid, mas não temos alcançado muitas coisas ultimamente”, refletiu.

Grosjean e Kevin Magnussen não renovaram com a Haas, que vai apostar em uma dupla 100% nova em 2021. Ainda não há confirmação oficial, mas apenas uma reviravolta gigantesca é capaz de manter qualquer um dos dois no grid da F1 por mais um ano.

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.