Quinto melhor, Norris se surpreende com ritmo na França, mas avisa: “Foi o mesmo no Canadá”

Lando Norris não contava com um quinto lugar na sexta-feira de treinos livres em Paul Ricard. É um momento de empolgação, mas que vem junto da cautela: o britânico lembra que a McLaren esteve forte no Canadá e acabou atrás da Renault

Ficar entre os cinco melhores em uma sessão da Fórmula 1 já não é algo normal para a McLaren. Dessa forma, Lando Norris ficou surpreso com o rendimento desta sexta-feira (21) em Paul Ricard: atrás apenas das duplas de Mercedes e Red Bull, o britânico reconhece que o ritmo “muito promissor” veio contra expectativas iniciais.
 
A felicidade, todavia, vem junta de um pé no chão: Norris acredita que só um trabalho pesado na sequência do fim de semana pode assegurar que a McLaren siga bem posicionada na França.
 
“Comparando com o Canadá, está sendo muito melhor para mim. Fizemos um bom trabalho enquanto equipe ao conseguir um ritmo muito promissor”, disse Norris. “Mesmo assim, dissemos o mesmo no Canadá e as coisas não correram tão bem assim no sábado. Foi um dia bom, a velocidade parece bem boa, mas o carro ainda não está no melhor nível em termos de o que podemos alcançar. Vamos encaixar tudo amanhã e tomara que todo mundo siga atrás de nós”, destacou.
Lando Norris foi nada menos do que quinto no TL2 (Foto: McLaren)

Norris, quinto, ficou na frente de gente como Max Verstappen, sexto. Carlos Sainz Jr. completou a felicidade da equipe alaranjada, aparecendo em sétimo, na frente de Pierre Gasly.

 
“Foi um tanto surpreendente. Tanto a equipe quanto eu não esperávamos que a pista se encaixasse para nós como com o Canadá. Ainda é sexta-feira, e nós fomos rápidos no Canadá na sexta-feira. Mas tenho certeza de que as outras equipes vão melhorar, então precisamos melhorar da mesma forma [que eles]”, encerrou.
 
A lembrança de Lando Norris a respeito do Canadá não é por acaso. A McLaren aparentava ser a melhor das equipes medianas nos treinos livres, mas viu a Renault tomar tal posto no treino classificatório. Na corrida, quando brigava pela parte de trás da zona de pontuação, Lando sofreu uma falha nos freios que, por tabela, causou abandono.
 

 
Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube