Racing Point alega “contrato sem brechas” como justificativa para manter Stroll em 2021

A chance de ter Sebastian Vettel brilhou os olhos da Aston Martin, atual Racing Point. Por isso, a equipe já sabia que Sergio Pérez seria o piloto a sair e Lance Stroll, o filho do dono, ficaria para 2021

Quando Sebastian Vettel anunciou a saída da Ferrari, no início do ano, aa anúncio da contratação pela Aston Martin, atual Racing Point, surgiu como opção, mas a dupla Sergio Pérez e Lance Stroll tinha contrato a cumprir. Por isso, o mistério desenrolou-se até esta semana, quando Vettel e Stroll foram confirmados para 2021.

De acordo com Otmar Szafnauer, chefe da Racing Point, a vaga de Lance Stroll não foi ameaçada, principalmente porque o pai do piloto, Lawrence Stroll, é o dono da equipe na Fórmula 1. Logo, só poderia sobrar para Sergio Pérez mesmo.

“Lance está conosco há alguns anos. Ele é um jovem piloto de 21 anos. E, sim, o pai dele controla a equipe. Então quando surgiu a oportunidade de trocarmos um piloto pelo Sebastian [Vettel], seria o Pérez. Existiam brechas no contrato dele, algo que não existe no acordo com o Lance”, afirmou Szafnauer ao site Motorsport.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

A festa da Racing Point pelo pódio obtido com Lance Stroll em Monza (Foto: Racing Poing)

“Lance ainda é jovem e está apenas em sua segunda temporada com a equipe. Ele está em alta, aproveitando seu melhor ano na categoria até agora e em quarto lugar no campeonato após um pódio. Há potencial para muito mais. Ele claramente está demonstrando seu talento e merece estar ao lado de Sebastian [Vettel] no próximo ano”, seguiu.

Apesar de escolher Stroll e deixar Pérez sem lugar na equipe, Szafnauer defendeu o piloto mexicano e desejou um próspero futuro, de preferência na Fórmula 1.

“Sergio conhece bem a equipe. Ele tem muita experiência. Ele é bom em classificações, raramente erra e consegue pontos. Se há uma possibilidade de pódio, ele geralmente está lá. Então, sim, estamos perdendo alguns benefícios. Desejo o melhor para ele, merece estar na Fórmula 1. Espero que encontre um lugar para correr no próximo ano”, disse o dirigente.

Neste fim de semana, a Fórmula 1 acelerar pela primeira vez em Mugello, para o GP da Toscana. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube