F1
10/03/2017 17:54

Räikkönen ainda vê Ferrari longe do limite: “Dava para ser mais rápido, mas não era a nossa ideia”

A Ferrari sobrou nos testes da F1 em Barcelona. O tempo de Kimi Räikkönen nesta sexta-feira foi, de longe, o melhor registrado nos oito dias de atividades: 1min18s634; o segundo melhor da pré-temporada foi Sebastian Vettel, com 1min19s024. Quem mais se aproximou da dupla foi Valtteri Bottas, da Mercedes, com 1min19s310
Warm Up, de Barcelona / THIAGO ARANTES, de Barcelona
 Kimi Räikkönen rodou e causou uma bandeira vermelha (Foto: Reprodução)

Os testes costumam esconder muita coisa, é verdade. Ano passado, a Ferrari também liderou, e acabou a temporada sem uma única vitória. No paddock, há a suspeita de que a Mercedes, principal favorita, esteja escondendo o jogo. 
 
Só que, segundo Räikkönen, a escuderia italiana também não explorou o máximo de seu potencial nos testes coletivos que terminaram nesta sexta-feira (10) em Barcelona
 
“Dava para ter ido mais rápido, mas não era a nossa ideia. É claro que você sempre tenta ir o mais rápido possível de acordo com o que a equipe está fazendo, mas temos muitas coisas que podemos melhorar”, afirmou o finlandês em entrevista acompanhada pelo GRANDE PRÊMIO, em Barcelona. 
 
Mesmo com seu jeito tímido e poucas palavras, ele não escondeu que gostou do carro, mas evitou entrar na discussão sobre o equilíbrio de forças para a temporada que começa no final do mês, em Melbourne. 
Kimi Räikkönen (Foto: Twitter/F1)
“Acho que tudo foi bem positivo, o carro está correndo bem, os dois pilotos gostaram... A equipe fez um bom trabalho, preparou um carro confiável. Comparando com um ano atrás, foi muito melhor em muitas coisas. Mas não tenho ideia de onde estaremos nas primeiras corridas. É a mesma história de sempre, veremos em algumas semanas”, afirmou. 

A temporada da F1 começa no próximo dia 26 de março, com o GP da Austrália no circuito de rua do Albert Park, em Melbourne. É a partir dela que Lewis Hamilton vai tentar virar o jogo visto na pré-temporada. E para tal, vai se inspirar em Neymar e no Barcelona.
 
PADDOCK GP #68 ANALISA SEGUNDA SEMANA DE TESTES DA F1 EM BARCELONA