Räikkönen assume que Ferrari “tem trabalho a fazer” e reclama de “pista complicada” no México

O primeiro dia de pista para Kimi Räikkönen após a vitória nos Estados Unidos não foi dos mais positivos. Oitavo colocado nas duas sessões livres desta sexta-feira (26), o finlandês reclamou da pista do circuito de Hermanos Rodriguez

A volta de Kimi Räikkönen às pistas após enfim vencer em 2018, nos Estados Unidos, não foi das mais positivas. É que o finlandês não passou de um oitavo lugar nos dois treinos livres desta sexta-feira (26) na Cidade do México.

E como se sabe, Räikkönen não é de esconder quando está insatisfeito. Desta forma, reclamou bastante da pista mexicana após o final da segunda sessão.

"A pista não mudou muitos nos últimos anos, sempre foi complicada e hoje não encontramos uma solução. Ao menos as coisas melhoraram gradualmente ao final da sessão", disse.

Kimi Räikkönen (Foto: AFP)

"Havia pouca aderência na pista, o que aumenta a chance de erro. Com os pneus hipermacios consegui dar uma boa volta. Ainda há trabalho a ser feito, vamos ver amanhã", completou.

Ele ainda diminuiu as expectativas em relação a uma nova vitória, já que triunfou nos EUA: "Vamos tentar nosso melhor, mas não sei se posso repetir o desempenho de Austin, veremos", completou.

A F1 volta a acelerar neste sábado com a disputa do terceiro treino livre, a partir de 12h (horário de Brasília), e com a sessão classificatória, marcada para 15h. O GRANDE PRÊMIO cobre ‘in loco’ o GP do México de F1 neste fim de semana com a repórter Evelyn Guimarães.
 
E o Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1 acontece este ano nos dias 9, 10 e 11 de novembro, no autódromo de Interlagos. Os ingressos para a corrida estão disponíveis no único site oficial do evento: www.gpbrasil.com.br.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube