Räikkönen fala em futuro no rali, mas explica opção pela F1: “Gosto de correr contra pessoas”

Apesar da opção de retornar à F1 em 2012, Kimi Räikkönen não se afastou do rali e planeja voltar à modalidade quando for mais velho. Campeão de 2007 justificou seu regresso por gostar de correr contra pessoas

Kimi Räikkönen escolheu voltar à F1 na temporada de 2012, mas não deixou para trás sua paixão pelo rali. Em entrevista à revista britânica ‘Autosport’, o finlandês revelou que planeja retornar às competições de rali após encerrar sua carreira.

“Vou fazer por diversão”, disse Räikkönen. “Sou um grande fã e eu sempre achei tão difícil que queria ver o que acontecia”, continuou.
 

Kimi planeja voltar ao rali quando encerrar carreira na F1 (Foto: Lotus/ LAT Photographic)


“Ainda quero melhorar nisso e tentar ir bem. É uma coisa que, quando for um pouco mais velho, quero fazer e me divertir”, explicou. “Definitivamente, vou fazer quando tiver mais tempo.”

O campeão de 2007 afirmou que não perdeu o interesse pelo rali e que, se pudesse, disputaria as duas modalidades. “Eu gosto dos dois. Gostaria de fazer ambos ao mesmo tempo, mas por causa de horários, calendários e outras razões, não é possível”, ponderou.

“Não é que eu perdi o interesse pelo rali”, apontou. “Só que eu sempre corri na minha vida e correr contra os outros é diferente do que só marcar tempos.”

“Eu gosto de correr contra pessoas. Foi por isso que voltei, para brigar com os outros”, justificou.

O Grande Prêmio cobre 'in loco' neste fim de semana a 12ª etapa do Mundial de F1, o GP da Bélgica, direto de Spa-Francorchamps, com Evelyn Guimarães.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube