Räikkönen fala em “sexta-feira muito boa”, mas admite que ainda não sabe onde Ferrari está em ritmo de corrida

Kimi Räikkönen teve, de fato, uma sexta-feira bastante positiva em Xangai. O finlandês, que venceu no circuito no ano da conquista do título mundial, em 2007, mostrou que a Ferrari está praticamente no mesmo nível da Mercedes ao ficar a apenas 0s007 da melhor marca do dia, registrada por Lewis Hamilton. Mas quanto ao potencial em ritmo de corrida, o ‘Homem de Gelo’ não tem ideia do que esperar

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Kimi Räikkönen foi um dos grandes nomes desta sexta-feira (13) de treinos livres do GP da China de F1. Pela manhã, o ‘Homem de Gelo’ levou a Ferrari à segunda colocação depois de ter ficado a 0s359 do tempo do líder da primeira sessão, Lewis Hamilton. À tarde, porém, o finlandês mostrou que a Ferrari também está forte em ritmo de classificação e ficou a apenas 0s007 do tetracampeão, que fechou o dia como o mais rápido.

 
Ao fazer um balanço do dia de treinos em Xangai, Kimi não escondeu a felicidade com o comportamento da SF71H. “Foi uma sexta-feira muito boa e estou feliz com a impressão do carro. Acho que temos uma boa base para começar, parece muito bom”, declarou o dono do carro #7.
 
O veterano disse que poderia ter registrado tempos ainda melhores se não fosse pelo tráfego, algo que atrapalhou alguns pilotos durante as duas sessões do dia.
Kimi Räikkönen ficou a apenas 0s007 do tempo de Lewis Hamilton nesta sexta-feira em Xangai (Foto: Ferrari)
“O carro tem sido bastante simples desde o início, então é fácil ajustar as coisas. Em volta lançada, tivemos algum tráfego, tenho certeza que poderíamos ter ido mais rápido”, afirmou.
 
Räikkönen destacou o grande equilíbrio de forças visto nesta sexta-feira — com os quatro primeiros colocados separados por apenas 0s108 —, mas não tem ainda como projetar o real potencial da Ferrari em ritmo de corrida. O clima, na visão de Kimi, ainda pode desempenhar um papel importante neste sábado, quando ainda há alguma previsão de chuva em Xangai.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

“Nos long-runs, jamais tivemos uma ideia adequada em razão das condições: começou a chover e tivemos uma quilometragem limitada, por isso é um pouco complicado saber onde estamos. Hoje foi muito apertado, mas quem sabe amanhã qual vai ser o tempo? As coisas podem mudar muito rápido de um dia para o outro”, concluiu.

 
O GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e em TEMPO REAL todo o fim de semana do GP da China, terceira etapa da temporada 2018 do Mundial de F1.
”O IMPORTANTE NÃO É SÓ LEVAR DINHEIRO”

SETTE CÂMARA TRAÇA F1 COMO META E MIRA CARREIRA SÓLIDA

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube