Räikkönen nega pressa para definir futuro: “Se estivesse desesperado, teria tentado assinar ano passado”

Em Mônaco, Kimi Räikkönen afirmou não ter pressa para definir seu futuro na F1. Finlandês destacou que prefere focar em seu trabalho e avaliou que, se for bem, conseguirá o contrato que deseja

As imagens da quarta-feira no F1 em Monte Carlo
Acompanhe a cobertura do GP de Mônaco no GRANDE PRÊMIO
Automobilismo na TV: a programação do fim de semana

O futuro de Kimi Räikkönen segue sendo um dos assuntos mais comentados nesta temporada da F1. Sem contrato para 2014, o finlandês segue encantando as equipes rivais e já despertou o interesse de concorrentes da Lotus, entre eles, a Red Bull. 
 
Recentemente, Dietrich Mateschitz, dono da equipe dos energéticos, declarou que Kimi é sempre um candidato. Especula-se que o campeão de 2007 possa substituir Mark Webber ao lado de Sebastian Vettel. 
Kimi Räikkönen é uma das atrações deste 60º GP de Mônaco (Foto: Getty Images)
Kimi, por sua vez, não tem pressa em definir seu futuro. Em Mônaco para o GP deste fim de semana, o piloto afirmou que é normal que tenham rumores sobre sua situação, mas assegurou que isso não o fará decidir mais cedo. 
 
“Não há muitos pilotos top que não têm contrato”, apontou. “Sou provavelmente o único e tem alguns contratos que vão acabar no próximo ano, então é normal que isso aconteça”, avaliou o piloto principal da Lotus. 
 
“Mesmo que você tenha um contrato, os rumores vão continuar e esta é uma situação muito normal na F1”, reconheceu. “Não sou eu ou meus agentes que criamos as histórias, elas vêm do outro lado da mesa.”
 
Räikkönen garantiu que se tivesse com pressa para assinar um contrato para 2014, teria lutado para fazer no ano passado. 
 
“Não estou com pressa. Se estivesse desesperado por um contrato, já teria tentado assinar um no ano passado”, falou. “Prefiro fazer bem meu trabalho e, se formos bem, tenho certeza que vou conseguir o contrato que quero.”
 
Na visão do piloto, se ele optar por seguir com a Lotus, não será difícil assinar um novo contrato. “Tenho certeza de que se quisermos fazer um contrato juntos no fim, vai ser fácil e não uma coisa difícil de fazer”, ponderou. “Só envolve acertar alguns detalhes para deixar certo e é isso.”
 
“Eu realmente não acho que tenhamos de nos sentar todos os dias e discutir isso, porque isso não vai mudar. A decisão tem de partir de mim e eu não me decidi”, explicou. 
 
Räikkönen reforçou que a mudança de time ainda é uma possibilidade e afirmou estar muito longe de alguma definição. “Tenho certeza de que há algumas opções. Isso não é um segredo”, comentou. “Mas tem uma opção de que eu não pilote nada, porque no momento, eu não tenho opções, eu não tenho um contrato. Não tenho nada.”
 
“Quando souber o que vai acontecer, eu direi e será simples assim, mas tenho certeza de que não será na próxima corrida ou na seguinte”, declarou. “Levará tempo para qualquer decisão", encerrou. 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube