Räikkönen vê Lotus disputando título em 2013 mesmo sem orçamento das rivais: “Sabemos usar o que temos”

Após vencer o GP da Austrália e começar o ano na frente, Kimi Räikkönen afirmou que a Lotus tem potencial para terminar 2013 como campeã do Mundial de F1

A Lotus começou o Mundial de 2013 mostrando que chega a esta temporada ainda mais forte do que estava na passada. E a vitória no GP da Austrália do último domingo (17) deixou Kimi Räikkönen ainda mais confiante nas chances de título da equipe de Enstone. Após cruzar a linha de chegada, ele disse à equipe pelo rádio: “Eu sabia que a gente tinha um bom carro”.

O finlandês acredita que a tarefa da Lotus não será das mais fáceis diante do poderio econômico das principais adversárias, a Red Bull, a Ferrari e a Mercedes. Mesmo assim, ele pensa que seu time sabe aproveitar bem os recursos que têm à disposição.

A Lotus aposta no conjunto forte e num bom aproveitamento das armas que têm à disposição para ser campeã (Foto: Lotus/LAT)

“Não será fácil para nós. Temos as pessoas e todas as ferramentas para isso [brigar pelo título], mas o dinheiro conta bastante”, declarou o Räikkönen, que voltou a liderar o Mundial de F1 após cinco anos. “Nós não temos o mesmo orçamento da Ferrari, Red Bull ou Mercedes, mas vimos no último ano que fizemos bem com o dinheiro e as coisas que a gente tinha”, ressaltou.

O piloto afirmou que, se a equipe conseguir uma quantia um pouco maior de dinheiro, terá uma chance “maior e mais justa de fazer frente às grandes”.

Para Kimi, o segredo é não inventar. “Temos que fazer as coisas normalmente, como fizemos no ano passado, e nos esforçar bastante para fazer novas peças. Se estivermos contentes, continuamos com elas. Se não, temos que avaliar melhor”, falou. “Até aqui, está bom, então não há motivo para que não possamos manter o bom momento”, completou o campeão de 2007.

Companheiro de Räikkönen, Romain Grosjean terminou o GP da Austrália na décima posição. No próximo fim de semana, a F1 monta seu circo em Sepang, na Malásia. Lá, Kimi já venceu duas vezes: em 2003, com a McLaren (sua primeira vitória na elite do automobilismo) e em 2008, com a Ferrari.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube