Realmente feliz com FW37, Massa fala que é cedo para apontar Williams como principal rival da Mercedes em 2015

Felipe Massa se disse contente por FW37 não apresentar problemas reais e afirmou que ainda é cedo para apontar a Williams como principal rival da Mercedes em 2015

Depois das duas primeiras baterias de testes da pré-temporada da F1, Felipe Massa se disse bastante satisfeito com o desempenho da Williams até agora, particularmente porque o FW37 não apresentou nenhum "grande problema real" durante as atividades espanholas.

Mesmo deixando evidente a cautela, especialmente diante dos rivais, Felipe afirmou que a performance do carro inglês segue como o esperado. "Para ser honesto, estou realmente feliz com a forma como a equipe vem trabalhando. Estamos fazendo tudo que planejamos", explicou o brasileiro.

"Estamos nos preparando, tentando aprender tudo sobre o carro e até agora não tivemos problemas reais. Então, é positivo porque sabemos o quanto a confiabilidade é importante no início da temporada. Em termos de performance, acho também que estamos bem. Ainda é muito difícil dizer onde estamos em relação aos outros, mas o carro está se comportando como gostaríamos. Eu diria que estamos onde esperávamos, e isso me faz feliz", garantiu.

Felipe Massa (Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio)

Falando sobre os outros, Felipe entende também que ainda é cedo para apontar a Williams como provável principal adversári da Mercedes em 2015. "É preciso manter os pés no chão", afirmou Massa também ao site oficial da F1.

"Nós nunca andamos na mesma configuração ao mesmo tempo. Talvez você veja um time virando voltas semelhantes com os mesmos pneus, mas talvez esse time esteja também com menos peso. Na verdade, é impossível ter certeza absoluta até o treino classificatório da Austrália", acrescentou.

"Seria fantástico se chegarmos lá brigando com a Mercedes e com as outras equipes. Espero que possamos fazer isso, é para isso que estamos trabalhando, mas ainda é muito cedo para dizer algo", completou.

Por fim, Massa explicou que a meta para a etapa de abertura do Mundial 2015, em Melbourne, é somar pontos, mas não descartou o pódio. "É importante marcar bons pontos para começar o campeonato. Se eu pudesse chegar ao pódio, seria fantástico", encerrou Massa.

O TETRA AGORA É SESSENTÃO

Para muitos brasileiros, um vilão. Para a França, o único campeão de F1 nascido no país. Para a história, um dos maiores pilotos que o mundo já viu. Este é Alain Prost, que, nesta terça-feira (24), completa 60 anos de vida. Ao mesmo tempo em que colocou no currículo números impressionantes, construiu uma das mais ricas e controversas trajetórias do automobilismo. Leia a reportagem completa no GRANDE PRÊMIO.

10+
As maiores vitórias de Prost na F1

PARECE, MAS NÃO É

Jenson Button ainda não teve um dia decente de testes nesta pré-temporada, sendo sempre atrapalhado pelos problemas mecânicos do carro da McLaren, mas demonstra confiança ao afirmar que a situação do time “parece pior do que é”. Button, que está na F1 há 16 temporadas, diz que esta nem é sua pior pré-temporada. Ele destacou que teve começos ruins na própria McLaren e que os contratempos foram contornados. Leia a reportagem completa no GRANDE PRÊMIO.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube