Recuperado de gripe, Lauda recebe alta e deixa hospital em Viena após duas semanas internado

Niki Lauda foi liberado do hospital AKH, de Viena, após mais de dez dias internado com um quadro de gripe. O tricampeão mundial de F1 foi internado no centro de tratamento intensivo para que o sistema imunológico fosse observado, segundo o chefe da equipe médica, mas a vida jamais esteve ameaçada

Algumas semanas depois voltar a ser internado em Viena, o tricampeão mundial de F1 e presidente não-executivo da Mercedes, Niki Lauda, foi liberado do hospital AKH. Lauda estava hospitalizado desde o princípio de janeiro.
 
Aos 69 anos de idade – completa 70 no próximo dia 22 de fevereiro -, Lauda passou por algumas dificuldades nos últimos meses. Nos primeiros dias do ano novo, enquanto estava aproveitando as férias com a família na cidade espanhola de Ibiza, Lauda apresentou sintomas de gripe e foi internado e encaminhado para o mesmo hospital onde esteve meses antes.
 
A preocupação excessiva se dá pelo quadro gravíssimo que Lauda desenvolveu no meio do ano passado, quando também estava aproveitando a folga na Espanha e começou a passar mal. Encaminhado para Viena, precisou passar por um transplante de pulmão.
Nick Lauda (Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio)

https://www.grandepremio.com.br/f1/noticias/lauda-e-submetido-a-transplante-de-pulmao-em-viena-e-quadro-e-extremamente-grave-diz-agencia De acordo com o médico de Lauda, Walter Klepetko, chefe do departamento torácico do AKH, a internação no centro de tratamento intensivo aconteceu para que a equipe responsável pela saúde da lenda da F1 pudesse acompanhar o quadro de perto e saber como evoluía o sistema imunológico.

 
Em declaração à agência de notícias austríaca APA, Klepetko garantiu que a infecção causada pela gripe em nenhum momento ameaçou a vida de Lauda. Nem sequer, ele afirmou, foi necessário acionar mecanismos de respiração artificial. Com tudo resolvido, a alta médica foi expedido.
 
A Mercedes e o próprio Lauda esperam que o veterano passa voltar ao paddock da F1 nos próximos meses, após ausências seguidas desde a internação do meio de 2018.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube