Red Bull admite que atmosfera “não é mais tão jovial” desde saída de Ricciardo

O consultor da Red Bull, Helmut Marko, admitiu que o dia a dia da equipe austríaca perdeu um pouco da jovialidade no ano desde a saída de Daniel Ricciardo, que foi de surpresa para a Renault

Após o fim do primeiro ano sem Daniel Ricciardo, qual o saldo geral na Red Bull? De acordo com o consultor e responsável pelo programa de jovens pilotos, Helmut Marko, a saída do australiano causou uma perda de jovialidade no time dos energéticos.
 
Segundo Marko, a Red Bull não esperava a decisão da saída do piloto australiano para a equipe rival. Mesmo assim, não tem problema em admitir que a situação interna da equipe está diferente agora.
 
"Foi meio que um choque para toda a equipe quando ele foi para a Renault. A atmosfera no time é boa, mas não é mais tão jovial desde que ele foi embora", afirmou à revista alemã 'Motorsport-Magazin'.
 
"Ele também é um dos pilotos mais rápidos e pode aprender muito rapidamente quando precisa. As piadas dele também fazem falta", admitiu. 
Daniel Ricciardo discute o futuro na Red Bull, e Helmut Marko quer sua permanência (Foto: F1/Twitter)
O substituto de Ricciardo, que vai para o segundo e último ano de contrato com a Renault, foi Pierre Gasly, que teve dificuldades dramáticas e acabou caindo no meio do ano. O ocupante do cargo agora é Alexander Albon, que recebeu elogios de um Marko que não é tão afeito em fazê-los.
 
"Alex foi muito bem. Chegou ao time sem testar o carro e esteve no ritmo certo em todas as corridas exceto o Brasil, quando foi acertado por Lewis. Ele tem autocrítica e sabe o que pode melhorar, é tudo muito positivo. Esperamos que seja um bom companheiro de equipe para Verstappen neste ano", encerrou.
 
A pré-temporada da Fórmula 1 começa em 18 de fevereiro, com os testes coletivos de Barcelona. 

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar